A alegria surge de um coração destemido
  • CONHEÇA O BUDISMO

A alegria surge de um coração destemido

O budismo nos permite avançar com coragem e sabedoria

Com base na seção Meu bloco, minha alegria — Respostas do romance Nova Revolução Humana (NRH) para os desafios da vida diária — publicada no jornal Brasil Seikyo. Texto para apoio às atividades na linha de frente da BSGI, principalmente para novos associados.


Utilizamos trechos do capítulo “Campos Verdejantes” do volume 17 do romance Nova Revolução Humana.


Na década de 1970, o presidente Ikeda participou de um festival cultural na província de Gifu, Japão. O local foi palco de muitas batalhas durante a Segunda Guerra Mundial.


Kaneko Ikeda guarda lembranças dessa região, pois no fim do combate, procurou refúgio em Gifu devido os frequentes bombardeios em Tóquio. Na Nova Revolução Humana, Shin’ichi Yamamoto [pseudônimo do presidente Ikeda no romance] relata os desafios enfrentados por ela, Mineko [pseudônimo da Sra. Kaneko] nessa fase, e relembra a visita feita pelo casal à localidade anos mais tarde.


Fortaleza interior

“Em março de 1945, meses antes do término da Segunda Guerra Mundial, Mineko era estudante do ensino médio e se mudara para a casa de sua tia em Gifu para refugiar-se dos bombardeios em Tóquio. Contudo, aconteceu um ataque no dia 9 de julho que transformou metade da cidade num monte de cinzas. Ela, sua tia e duas primas fugiram para fora da cidade. Enquanto corriam desesperadamente, encontraram vários corpos carbonizados pelas ruas. Depois de algum tempo, chegaram a uma plantação de amora onde passaram a noite. Olhando em volta, Mineko sentiu como se as árvores de amora a protegessem, proporcionando-lhe certa sensação de paz. — De alguma forma sinto-me segura aqui. Acho que tem algo a ver com o costume de falar kuwabara, kuwabara nos momentos de trovoada — disse.


[Nota do redator: De acordo com uma lenda japonesa, acredita-se que, ao repetir essas palavras kuwabara, kuwabara, os raios param de cair.] Essa inesperada observação fez sua tia e primos rirem alto. Era uma noite no inferno, mas o riso provocado pelo comentário de Mineko proporcionou certo alívio. No dia seguinte, elas chegaram à casa de um parente que escapara dos incêndios. Embora se sentisse feliz por reencontrar a família, o horror e a tragédia da guerra ficaram gravados profundamente em seu coração. As experiências vividas tornaram-se a motivação principal para, anos depois, conduzir o movimento pelo kosen-rufu.”


Vida valorosa

Posteriormente, já casada com o presidente Ikeda, a Sra. Kaneko o acompanhou em uma visita a Gifu por ocasião de um festival promovido pelos membros da localidade. O casal Ikeda estava bastante feliz com o desenvolvimento da organização, que enfrentara muitos desafios, e aguardava esse reencontro com expectativa.


“Ao término do emocionante festival cultural, iniciou-se a reunião geral de líderes da província. Depois das palavras dos líderes locais, seguiu-se o discurso do presidente Yamamoto.


Ao cumprimentar os participantes ele foi aplaudido efusivamente. Então, seguiu o discurso direcionando a todos a conduzirem a organização com base no respeito à vida:

“— [...] A prática budista é, enfim, a confirmação da existência da lei inerente em nossa vida. Com o objetivo de construir uma era de respeito pela dignidade da vida, precisamos combater corajosamente a tendência assustadora de desvalorizar a vida que permeia nossa época com base na grandiosa filosofia que nos revela o princípio da unicidade de corpo e mente.”


Promover a mudança

Todos permaneciam atentos. O presidente Ikeda então prosseguiu:

“Uma religião que negligencia a responsabilidade de criar um mundo melhor é uma religião morta. A missão essencial de um budista é promover uma mudança fundamental na sociedade.”


E encerrou:

[...] “— O budismo se manifesta na sociedade. Assim, a vitória na prática budista deve se converter em vitória na sociedade. É vencer em todas as atuações na sociedade. Espero que todos se esforcem em seus respectivos campos de atuação com seriedade e sabedoria e sejam louvados como ‘pessoas brilhantes’. Tal resultado comprovará a retidão dos propósitos da Soka Gakkai.”


Aquela ocasião ficou gravada no coração do casal Ikeda e no dos membros de Gifu. Em cada um ecoava a decisão de demonstrar a sabedoria budista na sociedade, enfrentando todo desafio com a convicção de um praticante do budismo.


Fonte: Brasil Seikyo, ed. 2.447, 8 dez. 2018, pág. A7
TAGS:CONHEÇA O BUDISMO

• comentários •

;