Aonde se encontra a felicidade?
  • CONHEÇA O BUDISMO

Aonde se encontra a felicidade?

Trechos extraídos e adaptados do romance Nova Revolução Humanav. 2, p. 227-228.

Na convenção, Shin’ichi Yamamoto [pseudônimo do presidente da SGI, Daisaku Ikeda] falou sobre a felicidade, citando uma orientação que Josei Toda havia dirigido para as integrantes da Divisão Feminina de Jovens: “Tornem-se felizes”.

— Muitos filósofos e pensadores, incluindo Alain1 e Emerson, propuseram muitas teorias sobre a felicidade. Será possível, contudo, assegurar a felicidade para nós próprios e para os outros lendo tais dissertações filosóficas? Infelizmente, isso está distante da realidade. Todos desejam felicidade e paz, mas ninguém lhes revelou realmente como alcançá-las. Entre esses filósofos, somente Nichiren Daishonin conseguiu abrir, em termos práticos e concretos, o caminho para a felicidade de todas as pessoas.

Aonde se encontra a felicidade? Não está em algum lugar distante; ela reside dentro do coração humano, dentro de nossa vida. Embora o dinheiro e os fatores materiais possam gerar certo tipo de felicidade, essa felicidade é fugaz. O segundo presidente da Soka Gakkai, Josei Toda, a denominava de “felicidade relativa”.

Em contraste, ele postulava uma “felicidade absoluta” — um estado de vida no qual a pessoa sente-se feliz simplesmente por estar viva, no qual ela consegue desfrutar tudo, até mesmo as adversidades e provações. Para obter esse estado, necessitamos de uma poderosa energia vital que permita que nos mantenhamos indômitos, sem sermos vencidos pelas circunstâncias. Essa energia vital reside em nosso interior e o budismo nos ensina como extrair essa força que se esconde dentro de nós.

— O objetivo da fé é alcançar o estado de buda, tornar-se feliz. O único caminho para se conseguir isso é ter fé no Gohonzon, que constitui a essência do budismo e o propósito do advento de Nichiren Daishonin neste mundo. A Soka Gakkai vem apresentando o Gohonzon para as pessoas e, de forma efetiva, promove a felicidade delas. O nosso objetivo, o kosen-rufu, consiste em possibilitar que cada pessoa se torne feliz. É uma revolução religiosa voltada para esse fim. Um filósofo europeu afirmou certa vez que fazer as outras pessoas felizes é a forma mais significativa de felicidade. Propagar os ensinamentos de Daishonin compreende a máxima satisfação e alegria na vida. Espero que perseverem neste empreendimento sagrado chamado kosen-rufu por toda a vida e conquistem a própria felicidade. O coração humano é volúvel e inconstante.

Declaro que somente na prática da fé encontraremos o verdadeiro caminho da felicidade.

Nota:

1. Alain: pseudônimo do filósofo francês Emile-Auguste Chartier (1868-1951).

 

TAGS:CONHEÇA O BUDISMO

• comentários •

;