De onde viemos? Para que nascemos neste mundo?
  • CONHEÇA O BUDISMO

De onde viemos? Para que nascemos neste mundo?

Precisamos de uma revitalizante filosofia que reconstrua nosso senso de humanismo; que seja a fonte criativa de uma nova civilização

“Algumas pessoas dizem que a disposição predominante no mundo atual é a da impotência”, afirma Ikeda sensei. Ou seja, paira algo estranho no mundo: marasmo, ausência de respostas, carência de energia vital e ausência de bons líderes. Em épocas assim, é necessária uma revitalizante filosofia que reconstrua nosso senso de humanismo. A sabedoria ensinada na SGI é a solução porque é a mais completa além de fonte criativa de uma nova civilização.


Essa satisfatória forma de viver responde a mais importante questão sobre o sentido da vida e a forma correta de viver para manifestar a iluminação imediata. A prática da revolução humana na SGI provoca a mais criativa forma de viver que revitaliza a pessoa, a família, as ciências e o ambiente.


Queremos (boas) respostas!

“Há uma grande carência de filosofia em nossa época, a humanidade está direcionando seu olhar para além do presente em busca de uma poderosa e nova filosofia. As pessoas estão procurando por algo que elimine o seu vazio espiritual, que as faça despertar de uma vida destruída e enfadonha e as preencha novamente de esperança e vigor. A humanidade está em busca de uma nova sabedoria que lhe dê um direcionamento verdadeiro e um objetivo, tanto para o indivíduo como para a sociedade”.


Quando as pessoas comuns se sentem sem força contra as grandes instituições, sem esperança diante do destino, quando as respostas sobre a vida e a morte não satisfazem e geram apenas medo e ansiedade, quando as ciências não trazem felicidade para o povo, quando esses fatores se somam, então é hora do nascer de uma nova filosofia que tragas boas respostas e renove o estado de ânimo dos indivíduos.


A filosofia é a coluna vertebral da vida

Filosofias distorcidas pioram a vida diária porque os indivíduos ficam sem vitalidade, desprovidos de respostas, carentes de ânimo para entender e alterar a vida diária. O budismo nasceu do desejo ardente do Buda de proporcionar um caminho de vida seguro e fortificante para cada pessoa. A filosofia budista é sua forma de pensar, analisar e entender a realidade. Além disso, impele novos comportamentos em cada praticante. É uma filosofia prática para a vida diária com efeitos imediatos na mente do praticante e na família, no ambiente e no mundo.


“A filosofia é o que sustenta e fortalece a nossa luta para alcançar o triunfo em nossa vida” — afirma Ikeda sensei ao explanar o escrito de Nichiren Daishonin Abertura dos Olhos, reafirmando que filosofia não é apenas debate e teoria, mas é a maneira pelo qual a pessoa triunfa, conquista tudo o que deseja e melhora a vida de muitos outros. A prática na SGI tem impacto direto na forma de viver.


A ousada e inovadora filosofia da iluminação imediata

Pessoas comuns desfrutando uma vida extraordinária aqui e agora não importando em que situação estejam ou o que tenham feito — a filosofia da SGI garante essa proeza.


Isso apenas é possível porque na raiz do pensamento da SGI está a filosofia que explica a totalidade da vida e da morte e está expressa no Gohonzon do Nam-myoho-renge-kyo revelado por Nichiren Daishonin, que por sua vez extraiu essa sabedoria do Sutra do Lótus de Shakyamuni, fundador do budismo.


Para garantir a transformação de todas as pessoas, é preciso uma potente filosofia e prática religiosa que quebre de imediato as correntes do destino. Qualquer coisa fora disso exigiria práticas demoradas baseadas em mérito e acúmulo de horas de esforço — isso não seria viável para a maioria da população.


O presidente Ikeda atesta que o “conceito sobre alcançar de imediato o estado de buda é encontrado somente no Sutra do Lótus. Daishonin esclarece o poder transformador que torna possível esse feito”.


Neste momento

O espanto diante do Sutra do Lótus mesmo na época de Shakyamuni era provocado pela revelação de que começando de onde quer que seja, todos, com a fé correta, atingem neste instante o estado de buda: “A menina-dragão, uma criatura do sexo feminino, discriminada pela sociedade da época de Shakyamuni por causa dos princípios religiosos e costumes nela predominantes, demonstrou sua capacidade de atingir a iluminação imediata”.


O Gohonzon e o daimoku e todas as atividades da SGI — principalmente shakubuku e promoção de reunião de palestra —, existem para o praticante manifestar de pronto o vigoroso estado de buda; a felicidade absoluta é nosso ponto de partida e não uma meta abstrata e difícil. A ousada e inovadora filosofia de Daishonin é completamente baseada na iluminação imediata: “Nichiren ressalta ‘a consecução [a obtenção] imediata do estado de buda fundamentada na doutrina dos três mil mundos num único momento da vida’.


Poderosa revolução humana

Não há uma única adversidade que não possamos superar, nem problemas que não consigamos resolver — essa é a fé fundamental da filosofia da revolução humana praticada na SGI.


Todos conseguem porque cada ser humano possui poder incalculável — é o mesmo poder do Buda dotado de alegria ilimitada.


Ao tomar contato com o Gohonzon e com a prática do shakubuku, todos estão dotados das ferramentas necessárias para uma vida realizada.


A transformação vai além, não se restringindo ao indivíduo: a espiral de felicidade de uma única pessoa vai se ampliando e abarcando todos os círculos: família, amigos, o ambiente, a sociedade até provocar a mudança do mundo. Revolução humana é a força para pessoas comuns transformarem o mundo!


Que filosofia esperançosa! Não importa em que momento da vida esteja, manifeste neste instante a pujante energia da revolução humana por meio da fé segundo o qual você e todos são budas. Isso acarreta a instantânea alteração do seu estado de vida e todos os seus “três mil mundos” estarão, sem desvios, coloridos de coragem e farta energia vital. Dotado desta filosofia, não há destino que não se altere.


Filosofia da unicidade de mestre e discípulo

“Atingimos imediatamente a vasta condição de vida do estado de buda — exatamente agora, exatamente onde estamos”, assegura o Mestre.


Ikeda sensei nos ensina com clareza como manifestar a iluminação imediata, ou seja, como ser absolutamente feliz em cada passo do cotidiano.


A unicidade de mestre e discípulo é o mais poderoso princípio vital e a mais grandiosa filosofia utilizada pela humanidade para as conquistas e avanços: “Todas as grandes revoluções foram efetuadas com esforços conjuntos de mestres e discípulos”, ele diz.


Realizar o kosen-rufu, ou seja, elevar o estado de vida da humanidade para cada pessoa manifestar de momento a momento a felicidade plena, é uma tarefa assumida por Ikeda sensei que nós, discípulos, também devemos assumir: “Somente mestres de pensamento mesquinho exigem que os discípulos os sigam e aceitem tudo o que disserem com obediência cega. Mestres genuínos instigam os discípulos a superá-los, a realizarem o que eles não puderam realizar. E discípulos verdadeiros se esforçam ardentemente para fazer exatamente isso”.


Fonte: Brasil Seikyo, ed. 2.389, 30 set. 2017, pág. C2
TAGS:CONHEÇA O BUDISMO

• comentários •

;