É importante ter um ponto primordial
  • CONHEÇA O BUDISMO

É importante ter um ponto primordial

A prática budista só produz grandiosos resultados quando estabelecemos um ponto primordial na vida. É partir daí que se avança com a certeza de que será vitorioso

A prática da fé existe para manifestar a iluminação. Essa iluminação é alcançada por meio da prática direcionada ao kosen-rufu. A prática budista só produz grandiosos resultados quando o praticante estabelece o ponto primordial na vida.


Breve esclarecimento

Algumas pessoas, ao lerem a frase “A prática da fé existe para manifestar a iluminação”, podem confundir iluminação como um objetivo egoísta e imaginar que significa praticar apenas para si mesmas.


A relação entre iluminação e kosen-rufu

Iluminação e kosen-rufu não se separam nunca. Eles compartilham uma relação de unicidade e ocorrem ao mesmo tempo. O que é iluminação? Manifestar o estado de buda na própria vida é iluminação. Em outras palavras, é desfrutar de uma transbordante e vigorosa energia vital que faz a pessoa viver inspirada por um profundo senso de missão.


A iluminação visível

Quando o senso de missão é a principal motivação, o indivíduo transforma a energia vital adquirida em ações e benefícios concretos. Ele torna essa energia da Lei Mística visível por meio do seu comportamento.


O que é kosen-rufu?

Quando esse comportamento transmite naturalmente a grandiosidade do budismo é kosen-rufu. Ou seja, kosen-rufu é fazer do estado de buda sua conduta pessoal. Isso não é algo forçado, hipócrita. Quando transbordamos energia vital por meio da prática da fé, nossas ações em prol do kosen-rufu se tornam naturais porque são sinceras.


Felicidade ilimitada

O segundo presidente da Soka Gakkai, Josei Toda, afirmou: “Manifestar o estado de buda significa manifestar o estado no qual renascemos repetidamente transbordantes de imensa e vigorosa energia vital; capazes de agir sinceramente com base num profundo senso de missão; capazes de concretizar todos os nossos objetivos; possuindo uma boa sorte que ninguém destrói. Pelo fato de podermos conduzir dezenas, centenas, milhares, dezenas de milhares de vidas dessa maneira, nossa felicidade desconhece limites. É realmente lamentável quando uma pessoa não aspira a essa felicidade, e, ao contrário, busca egoisticamente alegrias mínimas”.


Conclusão

Portanto, o ponto primordial da prática da fé é a unicidade de mestre e discípulo. Pois viver unido ao mestre é possuir “a mesma mente de Nichiren”. Em outras palavras, é viver pelo juramento de ensinar o budismo para as outras pessoas como principal caminho para concretizar o kosen-rufu.


Fonte: Brasil Seikyo, ed. 2.144, 18 ago. 2012, p. A4
TAGS:CONHEÇA O BUDISMO

• comentários •

;