Entenda sobre "os quatro poderes"
  • CONHEÇA O BUDISMO

Entenda sobre "os quatro poderes"

Essa é a garantia concreta de resposta das suas orações

O que são os quatro poderes?

No Budismo de Nichiren Daishonin, os quatro poderes são: o poder do Buda, o poder da Lei, o poder da fé e o poder da prática.

Os poderes do Buda e da Lei estão representados no Gohonzon. E os poderes da fé e da prática são exercidos pelo praticante.


Para que servem?

A interação entre os quatro poderes garante a resposta das orações de uma pessoa e a capacita a atingir a iluminação.

O poder do Buda representa a benevolência do Buda de salvar todas as pessoas.

O poder da Lei indica a ilimitada força da Lei Mística de conduzir todas as pessoas à iluminação.


Um exemplo

Imagine a seguinte situação: uma pessoa está sofrendo por uma determinada circunstância. Ela sente que não tem força para vencer o rigor das dificuldades e não consegue enxergar soluções. Todas as portas estão fechadas.


A função do poder do Buda

Mesmo que a pessoa não seja um modelo e não tenha feito tudo certo, devido à benevolência do Buda ela é capaz de manifestar a mesma condição que a dele por ter contato direto com a Lei. Esse poder possibilita que independentemente das circunstâncias em que ela se encontre ou do seu passado, suas orações serão respondidas. É garantido que ela transformará a própria vida numa vida maravilhosa e recheada de boa sorte.


A função do poder da Lei

Mesmo que essa pessoa ache que não tem força para mudar, uma vez que ela recita o daimoku e se dedica ao kosen-rufu, o caminho da iluminação está aberto. Porque, por meio de suas orações e de suas ações, a força da Lei Mística torna-se manifesta em sua vida diária e tudo passa a ser motivo de alegria e fonte de energia e boa sorte.


E como ativar os poderes do Buda e da Lei?

Por meio dos poderes da fé e da prática. O poder da fé refere-se à fé capaz de manifestar a sabedoria dos budas. A fé no Gohonzon.

O presidente Ikeda orienta: ”O Buda ora pela felicidade de todos os seres vivos. Ele luta para trazer felicidade para todos os seres. Ele é um pai para todos os seres. Quando depositamos nossa fé no desejo do Buda, nossa própria sabedoria desperta e floresce”.


Fé no Gohonzon

O que representa o desejo do Buda de conduzir todos os seres à felicidade? O Gohonzon. Depositar fé no desejo do Buda é ter fé no Gohonzon. Este é o poder da fé. E essa fé ideal se manifesta de duas formas: a oração e o shakubuku, que constituem o poder da prática.


O poder da prática

O poder da prática é recitar o Nam-myoho-renge-kyo para si e ensiná-lo aos outros. Em outras palavras, é a prática para si e a prática para os outros.


A interação dos quatro

Quando uma pessoa é capaz de manifestar o poder da fé e da prática, ela se torna capaz de invocar os poderes da Lei e do Buda incorporados no Gohonzon. É por meio dessa interação dos quatro poderes que as orações ao Gohonzon são concretizadas.


Firme propósito da oração

O presidente Ikeda finaliza: “Orar ao Gohonzon é totalmente diferente de uma fé dependente e suplicante; nós não imploramos a alguém por salvação ou ajuda de forma passiva e fraca. A oração no Budismo Nichiren é fundamentalmente um juramento. É o juramento ou o compromisso de seguir o curso de ação escolhido; é uma afirmação de desafiar um objetivo claro. Assim, como poderia haver algo mais maravilhoso que o juramento de concretizar a própria revolução humana e realizar o kosen-rufu com seu objetivo pela paz mundial?”.



Fonte: Brasil Seikyo, ed. 2.076, 19 mar. 2011, p. A6

TAGS:CONHEÇA O BUDISMO

• comentários •

;