Mesmo 1 daimoku tem poder absoluto
  • CONHEÇA O BUDISMO

Mesmo 1 daimoku tem poder absoluto

Sem exceção, todos que recitam daimoku com sinceridade e entusiasmo imediatamente vencem e agem para que todos vençam

Com base na seção Meu bloco, minha alegria — Respostas do romance Nova Revolução Humana para os desafios da vida diária — publicada no jornal Brasil Seikyo. Texto para apoio às atividades na linha de frente da BSGI, principalmente para novos associados.


Foram utilizados trechos do trechos do capítulo “Castelo do Povo” do volume 17 da Nova Revolução Humana.


Expansão inédita

Nam-myoho-renge-kyo contém tudo. A sabedoria do Buda, a coragem dele, a filosofia inteira da SGI, a força criativa mais refinada, a capacidade de resolver problemas e de criar felicidade momento a momento, as leis do universo — tudo isso e muito mais estão contidos e são aflorados quando uma pessoa recita mesmo que uma vez o Nam-myoho-renge-kyo.


Está no Gosho

O Buda Nichiren Daishonin descreve:

“As práticas de Shakyamuni e as virtudes que ele consequentemente adquiriu estão todas contidas nos cinco ideogramas do Myoho-renge-kyo. Se acreditarmos nesses cinco ideogramas, naturalmente receberemos os mesmos benefícios obtidos por ele.”


Está na SGI

A filosofia e a fé da SGI estão centradas no poder infinito do daimoku. Ikeda sensei expõe com toda convicção:

“O poder do daimoku é ilimitado e imensurável. Os benefícios das práticas de Shakyamuni e de todos os outros budas e as virtudes que eles alcançaram como resultado estão totalmente contidos nos cinco ideogramas de Myoho-renge-kyo.”


Não há limites, coisas estupendas acontecem, o destino muda na raiz e a felicidade jorra sem cessar; viver se torna algo incrível — deixamos de nos afligir ante os impactos da vida e passamos por uma transformação na qual nos tornamos arquitetos da própria realidade. Toda essa gama de possibilidades, por incrível que pareça, está inteiramente contida num único daimoku. Ikeda sensei atesta: “O poder benéfico do daimoku mesmo recitado uma única vez é absoluto".


Uma prática expansiva

Nam-myoho-renge-kyo é a própria vida e, portanto, é expansivo, jamais egoísta. Ele é o grande juramento do Buda de ser feliz junto com cada pessoa, sem exceção. Todos que recitam daimoku com sinceridade e entusiasmo manifestam imediatamente o poderoso juramento seigan, ou seja, vencem e agem para que todos vençam. Ikeda sensei conclui:

“Além disso, a prática de juramento seigan para si e para os outros trará boa sorte e benefício para nós mesmos e para todos aqueles com quem nos relacionamos. Hoje, novamente, vamos recitar vibrante daimoku, ‘a maior de todas as alegrias’”.


Shakubuku é dividir felicidade

Retomando a história da vitória de 200 shakubuku numa semana em Arakawa, Ikeda sensei começou pela recitação o daimoku seigan e orientou com clareza:

“Depois de conversar com alguém apenas uma vez [fazendo shakubuku], talvez a gente se veja tirando conclusões precipitadas de que a pessoa não foi receptiva e de que a tentativa não vai dar em nada. Mas a mente está sempre se modificando, minuto a minuto, e se pode mudá-la por meio de esforços perseverantes para dialogar.


Algumas vezes precisamos ponderar se o erro não está em nossa maneira de nos expressar. Por exemplo, se dissermos a uma pessoa com problemas familiares que superará uma doença por meio da prática budista, não despertaremos o interesse dela. Do mesmo modo, não será muito producente afirmar a alguém que está lutando contra a doença que a fé budista ajuda a ter sucesso no trabalho. Empregar sabedoria significa determinar como conquistar a compreensão do outro”.


E completou:

“Alguns talvez tenham muitos amigos, mas, por carecerem de convicção, não consigam falar sobre a fé de forma convincente. Em casos assim, seria uma boa ideia um praticante veterano apoiá-los e explicar aos amigos deles sobre o budismo. Nossa sabedoria é essencialmente ilimitada e pode transformar o impossível em possível quando ela nasce da nossa firme decisão de alcançar algo. Aliás, a oração sincera é a mãe da sabedoria. A espada do Sutra do Lótus, que é fonte de ilimitada sabedoria, não terá força se formos covardes. Espero que tenham a coragem de desafiar e vencer suas fraquezas pessoais, como a tendência de fugir do que não gostam e dar desculpas para justificar sua covardia ou negatividade. Esse é o segredo para a revolução humana e para a vitória.”


Ikeda sensei pessoalmente se empenhou de corpo e alma nas visitas em Arakawa. Para ele, cada reunião de palestra que participava era uma batalha de vida ou morte. Todas as reuniões ficavam superlotadas e os membros e seus convidados transbordavam entusiasmo. No ritmo expansivo do Nam-myoho-renge-kyo e do encorajamento o shakubuku aconteceu naturalmente e 200 novas famílias receberam o Gohonzon em uma semana.


Fonte: Brasil Seikyo, ed. 2.391, 14 out. 2017, p. A7
TAGS:CONHEÇA O BUDISMO

• comentários •

;