O Sutra do Lótus é um ensinamento universal
  • CONHEÇA O BUDISMO

O Sutra do Lótus é um ensinamento universal

Discurso proferido pelo Dr. Lokesh Chandra, diretor da Academia Internacional de Cultura da Índia, por ocasião da exposição Sutra de Lótus – Mensagem de Paz e Coexistência Harmoniosa, inaugurada na cidade de Nova Délhi em 16 de abril de 2008


Acredito que seja algo da mais extrema importância o fato de o Sutra do Lótus apresentar o pensamento da igualdade fundamental.

Vasubandhu (grande erudito budista do século 4 e/ou 5) discorreu sobre as três diretrizes de igualdade expostas no Sutra do Lótus: “princípio igual”, “sociedade igual” e “existência igual”.

Que filosofia tão bem estruturada e maravilhosa! É necessário aprofundarmos a nossa discussão a respeito do pensamento da igualdade na diversidade contido neste sutra. Na sociedade moderna é cada vez maior as lacunas que existem em grande quantidade. Com relação a essa realidade, torna-se necessário incluirmos a visão do papel da religião para reavaliarmos os valores da igualdade fundamental discorrido no Sutra do Lótus por Vasubandhu, pesquisandoa profunda e minuciosamente.

Outro ponto essencial é que o Sutra do Lótus é uma escritura que defende a igualdade e o respeito à dignidade da mulher. Isso é algo revolucionário em relação aos demais sutras. Em meio aos sutras que negavam a iluminação das mulheres, esta só se tornou possível pela primeira vez por meio do Sutra do Lótus. Essa importância pode ser mais bem compreendida se a compararmos com o cristianismo, porque nessa instituição religiosa ainda se vê a luta para a nomeação das mulheres para os cargos de bispos e cardeais.

Podemos afirmar que o budismo, em especial o Sutra do Lótus, é um ensinamento aberto para todas as pessoas do povo que sempre apresentou uma visão bastante moderna. De fato, o Sutra do Lótus reconhece quatro distinções do ser humano: monge, freira, homem e mulher. Porém, exclui resolutamente as diferenças entre sexo e classe social.

Shakyamuni jamais voltou os olhos para algo como “deus”. Ele teve como foco único o ser humano. Antes de tudo, seja monge, freira, homem ou mulher, ele sempre colocou em primeiro plano as pessoas.



Fonte: Terceira Civilização, ed. 569, 21 jan. 2016

TAGS:CONHEÇA O BUDISMO,SUTRA DO LÓTUS

• comentários •

;