Por que não fotografamos o Gohonzon?
  • CONHEÇA O BUDISMO

Por que não fotografamos o Gohonzon?

Departamento de Estudo do Budismo da BSGI responde a pergunta de um leitor

O Gohonzon foi inscrito pelo buda Nichiren Daishonin para a felicidade de toda a humanidade. Honzon significa “objeto de respeito fundamental”, enquanto Go é um prefixo honorífico.

O centro do Gohonzon está escrito “Nam-myoho-renge-kyo — Nichiren”. O Gohonzon representa a fusão da própria vida do buda Nichiren Daishonin e a Lei do Nam-myoho-renge-kyo. Em seus escritos, Daishonin cita: "Eu, Nichiren inscrevi minha vida em sumi; assim creiam no Gohonzon com todo o coração". (CEND, v.I, p. 431)

Você também já deve ter ouvido dizer que o Gohonzon é como um espelho que reflete a sua vida. E sim, o Gohonzon diz respeito a você! É diante do Gohonzon que confidencia seus sofrimentos, suas dúvidas, suas decisões, dá o primeiro passo para uma grande transformação, reconhece seus erros, evidencia o estado de buda, enfim. O Gohonzon é muito particular e cabe a nós protegê-lo com respeito e bom-senso. Afinal, ninguém quer e não há necessidade de expor aquilo que somente diz respeito a própria vida, não é mesmo?

Além disso, com a abrangência e rapidez das tecnologias não sabemos onde irá parar um conteúdo que criamos a partir de um clic.

Hoje, no entanto, existem muitas fotos do Gohonzon, naturalmente, tiradas por alguém que sem conhecimento do seu verdadeiro significado.

No Japão, por exemplo, existem até mesmo cópias do Gohonzon comercializadas também sem nenhum conhecimento do quão sublime é esse objeto inscrito pelo buda Nichiren Daishonin.

A SGI compreende esse real significado e é, atualmente, a única organização que pratica este budismo em exato acordo com o coração de Daishonin, mantendo o maior e mais alto respeito ao Gohonzon. Assim, evitamos quaisquer ações que possam comprometer o entendimento deste ponto, em especial a sincera fé dos milhões de pessoas em todo o mundo.


Após inscrever o Gohonzon, Nichiren Daishonin entregou a um homem chamado Yashiro Kunishigue, do qual não se tem quase nenhuma informação a não ser o fato de que era uma pessoa comum. Este detalhe é muito importante para que possamos entender qual a real intenção de Nichiren Daishonin ao inscrever o Gohonzon.

Sobre o significado desse ato, o presidente Ikeda afirma: “Nichiren Daishonin não confiou o Gohonzon aos sacerdotes, aos ricos, aos aristocratas, aos sábios ou aos famosos. Ele escolheu um homem humilde, um homem do povo". (Brasil Seikyo, ed. 1.597, 31 mar. 2001, p. A6)

Daishonin confiou de todo coração naquele homem e da mesma forma, quando recebemos o Gohonzon, somos confiados à missão de protegê-lo como a nossa própria vida; de levar a felicidade às pessoas e transformar o destino da humanidade a partir da revolução humana; do daimoku recitado diante do Gohonzon, tal como o buda Nichiren.

Voltando ao assunto, se refletir qual é a sua missão como defensor do budismo, quando estiver diante de uma questão como essa, de fato, saberá como agir.

Ainda assim, sugerimos que sempre que surgir uma dúvida converse com um líder ou amigo da sua localidade. O diálogo é sempre uma forma de chegar a boas soluções e além do mais, juntos vocês podem ajudar outras pessoas com suas dúvidas também.

TAGS:CONHEÇA O BUDISMO

• comentários •

;