Por que o foco da Soka Gakkai é a revolução humana?
  • CONHEÇA O BUDISMO

Por que o foco da Soka Gakkai é a revolução humana?

O Dr. Arnold Toynbee, renomado historiador britânico, afirmava que precisamos de uma religião mundial que abra os olhos das pessoas e as desperte para o fato de que pertencemos à família humana e somos parte da vida de todo o universo. A SGI, que pratica o Budismo de Nichiren Daishonin, atende perfeitamente a essa necessidade. É uma religião mundial que pode ser praticada por qualquer pessoa porque seu núcleo é a revolução humana, “o processo de manifestar o Nam-myoho-renge-kyo na vida, ou seja, o estado de buda”.


A prática budista na SGI transforma a vida dos praticantes.

O presidente da SGI, Dr. Daisaku Ikeda, afirma que o budismo se preocupa primordialmente com a mudança da realidade das pessoas — a revolução humana. Mais que teoria, o budista da SGI aprende e manifesta força mental para mudar seu cotidiano e produzir benefícios.


O líder da SGI afirma: “Realidade é realidade, e teoria é teoria. Vida é realidade. O foco do budismo encontra-se aqui e agora. Nós praticamos a fé para vencermos agora. O Sutra do Lótus de Shakyamuni ensina como tornar nossa realidade ideal. Assim como diz Nichiren Daishonin, o budismo ‘preocupa-se primariamente com a vitória ou a derrota’. Alguns podem pensar que seja uma frivolidade falar sobre receber ‘benefícios na vida presente’, mas creio que uma religião que não transforma a vida das pessoas não tem força. A Lei Mística existe para desfrutarmos ‘paz e segurança na presente existência’ e ‘boas circunstâncias nas existências futuras’ . Criar valor na vida diária é a essência do Sutra do Lótus. A realidade é o que importa”.


O Budismo de Nichiren Daishonin praticado na SGI é um equilíbrio perfeito entre benevolência e defesa dos direitos humanos. Os budistas são pacíficos, mas também ativos e sábios quando se trata de defender a dignidade da vida.

O presidente da SGI, Dr. Daisaku Ikeda, afirma que “com o passar do tempo, o conluio com o poder naturalmente levou à deterioração do budismo como um sistema de pensamentos e crenças e à degradação e corrupção do clero. [...] Exatamente devido à sua tolerância, o budismo se inclinou a aceitar tais exemplos de violência estrutural como a tirania, a opressão dos pobres e as violações dos direitos humanos”.


A Soka Gakkai Internacional (SGI) com seus mais de 12 milhões de associados em 192 países e territórios pratica o budismo exatamente conforme ensinou Nichiren Daishonin.

A SGI adota como missão o exercício e a aplicação da lei fundamental do universo [Nam-myoho-renge-kyo] na vida diária. Seus praticantes canalizam a energia vital do estado de buda nos respectivos campos de atuação: política, economia, educação, cultura, ciência etc.


A prática do budismo na SGI é um aprimoramento abrangente e diário impulsionado pelos escritos do Buda (Gosho), pela recitação vigorosa do Nam-myoho-renge-kyo e do gongyo com fé centrada no Gohonzon.


Ter um Mestre é fonte de alegria e boa sorte. O Dr. Daisaku Ikeda é o Mestre da prática e da propagação. Sua fé, conquistas, prova real e firme liderança o qualificam como o Mestre eterno da fé na SGI em todo o mundo.


O Budismo de Nichiren Daishonin praticado na SGI está baseado na fé sincera no Gohonzon, o objeto de devoção revelado por Daishonin a partir do ensinamento essencial de Shakyamuni. O Gohonzon é fonte inesgotável de esperança e incorpora o desejo maior do Buda — a felicidade de todas as pessoas.


A lei universal da revitalização e da transformação foi revelada por Daishonin. É o Nam-myoho-renge-kyo e os budistas da SGI o recitam com sincera fé desejando ser felizes aqui e agora e fazer os outros felizes.


Os membros da SGI recitam diariamente o gongyo. É um exercício no qual se fortalece e se amplia a fé. É composto de trechos do Sutra do Lótus de Shakyamuni, da recitação do Nam-myoho-renge-kyo e de orações silenciosas.


Revolução humana é o mesmo que estado de buda. Esse conceito foi defendido inicialmente por Josei Toda e disseminado mundialmente por Daisaku Ikeda. Revolução humana é o incrível poder de transformar infelicidade em felicidade, a força para mudar o destino pessoal e coletivo.


O local perfeito para dialogar e compartilhar o Nam-myoho-renge-kyo é a reunião de palestra, atividade mensal da SGI em todo o mundo. Em grupos pequenos, é ali que o budismo é vivido, revitalizado e disseminado ao povo.


É um dos maiores diferenciais da SGI. O verdadeiro budismo visa à felicidade e ao compartilhamento dessa felicidade. Fazer shakubuku é um processo espontâneo no qual o praticante afirma a verdade por meio de diálogos corajosos e sinceros.



Fonte: BS, ed. 2.268, 21 mar. 2015

TAGS:CONHEÇA O BUDISMO

• comentários •

;