Recito daimoku, mas não sinto alegria em minha vida. O que devo fazer?
  • CONHEÇA O BUDISMO

Recito daimoku, mas não sinto alegria em minha vida. O que devo fazer?

Presidente Ikeda participa de reunião de palestra e responde a pergunta de uma senhora

O volume 13 da Nova Revolução Humana relata que numa noite de 12 de outubro, o presidente Ikeda [Shin' ichi Yamamoto no romance] participou de uma reunião de palestra na cidade de Fujinomiya promovida pela Comunidade Itiba.


Ao adentrar, gritos de alegria quebraram o silêncio. Alguns ainda vestiam roupas de trabalho, mães embalavam seus bebês e havia estudantes com uniforme escolar.

Aos que cedem a residência para reuniões.

— Muitíssimo obrigado por terem vindo. Quem é o Sr. Sahara, o anfitrião desta noite? Um senhor levantou imediatamente a mão.

— Obrigado por nos receber, disse o presidente Ikeda num tom solene, curvando-se respeitosamente na direção daquele homem. Ele tem enorme gratidão e respeito àqueles que oferecem a casa para as atividades.


Após recitar com todos o Nam-myoho-renge-kyo três vezes, Shin' ichi virou-se:

— Hoje vamos dispensar as formalidades e dialogar abertamente.

Uma senhora levantou a mão imediatamente: “Sensei, posso fazer uma pergunta?”

— Claro! Qual é a pergunta? Não fique acanhada. Sou o presidente e estou aqui para servi-la.

Sentindo-se acolhida, ela perguntou: “Bem, falando a verdade, recito daimoku, mas não sinto alegria em minha vida. O que faço?”.


— O mais importante na prática budista é dedicar a vida ao kosen-rufu exatamente conforme Daishonin nos ensina sem ser influenciada pelo ambiente.

— Mesmo que recite daimoku, se sua convicção fundamental for fraca e seu coração não tiver foco, não surgem nem alegria nem força vital. É essencial orar ao Gohonzon com o juramento de realizar o kosen-rufu.


—Por favor, ore com metas claras para o sucesso das atividades da Soka Gakkai, pelas condições de trabalho e por sua família, desejando ajudar os companheiros a se levantarem na fé e a concretizarem shakubuku. Ao fazer isso, você acessa seu potencial, suas orações são respondidas e seus objetivos alcançados. Assim, experimenta uma enorme alegria de viver.


— Se você se esforça nas atividades da Soka Gakkai, trabalhando duro pelo kosen-rufu, sente o estado de vida de um bodisatva da terra avolumar-se em seu ser. Essa é uma vida de suprema alegria. Tenho certeza de que será feliz. A partir de hoje, por favor, recite Nam-myoho-renge-kyo com nova determinação!



Fonte: Brasil Seikyo, ed. 2.217, 01 mar. 2014, p. A4

TAGS:CONHEÇA O BUDISMO

• comentários •

;