Torne sua mente sempre alegre e otimista. Seja um artista de si mesmo!
  • CONHEÇA O BUDISMO

Torne sua mente sempre alegre e otimista. Seja um artista de si mesmo!

Ser senhor da sua mente é olhar o espelho chamado Gohonzon e “relembrar” que a força descrita no Gohonzon existe em você

Conceito de hoje:

“Seja senhor da sua mente”

O presidente Ikeda explica: “O Sutra afirma que ‘a pessoa deve tornar-se senhora de sua mente em vez de permitir que sua mente a domine’. Isso não quer dizer conduzir uma existência egoísta, mas viver com base na Lei e no kosen-rufu. Ter fé significa possuir esse espírito”


Psicólogo

Em 20 de setembro de 1997, o presidente da SGI se encontrou com o Dr. Martin Seligman, professor de psicologia e presidente da Associação Norte-Americana de Psicologia.


O Dr. Selignam afirmou que as pessoas que só pensam em si mesmas e que consideram apenas os seus interesses são presas fáceis do pessimismo.


Budismo e otimismo

Ao falar desse encontro, o presidente Ikeda analisa: “Enquanto permanecermos preocupados com nossos próprios problemas e cegos de obsessão pelos caprichos ditados pela nossa mente, continuaremos a sofrer. Devemos nos tornar senhores da nossa mente, não permitindo que ela nos domine. Devemos redirecionar de forma consciente nossa mente para a alegria, para o otimismo e para ajudar outros a fazerem o mesmo”.


Constante tensão

Estresse e fadiga contínuos inundam a mente com pensamentos negativos que diminuem e cansam qualquer um. Isso faz mal à saúde.


Morte de um ente querido, divórcio, fracasso nos negócios. A pessoa chega a se sentir terrivelmente sozinha em meio à mais completa escuridão do sofrimento e da dor, além da sensação de isolamento e angústia. Somos seres humanos e sentir tudo isso é natural.


Artista de si mesmo

“Justamente por ser natural, é essencial observar as profundezas do coração. Sejamos hábeis pintores e artistas dispostos a retocar nosso modo de pensar com maravilhosas cores de esperança” , afima o presidente Ikeda.


Ser mestre da mente é enriquecer de esperança seus pensamentos e sua forma de reagir. É também ser um hábil pintor que utiliza novas cores em seu caráter.


Mestre do otimismo

É um desafio à imaginação (e ao intelecto) compreender que neste momento, do jeito que você é, e imerso na atual situação, é possível imediatamente revolucionar tudo.


Um budista é, antes de tudo, otimista. Ele sabe que deve buscar dentro de si a solução de tudo. Diante da pressão do cotidiano, reage com ânimo, reconhecendo o problema e expulsando de si a negatividade. Daí, otimista, cheio de confiança e energia vital, ele enfrenta e resolve cada dificuldade. É uma “luta otimista”.


Mestre do coração

Num certo dia, informalmente, o presidente Ikeda convidou alguns jovens a estudar. Abriu o Gosho e citou a passagem: “Deve se tornar o senhor de sua mente, e não deixar que ela o domine”.


Ele explanou: “É vital que não seja derrotado por sua fraqueza, não permitindo que ela se torne mestre de sua mente. Nesses momentos, retorne ao ponto primordial que é o Gosho. Ele é o verdadeiro mestre do coração. Por isso, é muito importante estudar os ensinamentos de Nitiren Daishonin”.


Entendendo melhor

Ser escravo da sua mente: “ser derrotado pela fraqueza interior”. Ser mestre da sua mente: “retornar ao ponto primordial”, ou seja, impulsionar sua mente pela energia otimista do Nam-myoho-renge-kyo enquanto ensina os amigos a fazer o mesmo.


Ainda continua difícil imaginar que você possui, aqui e agora, a mesma sabedoria de pessoas grandiosas tais como Nichiren Daishonin?


É você!

Um exemplo simples: imagine uma pessoa belíssima que desmotivada começa a se achar feia. E lamenta o destino.

Diante dela, você não entende como ela pode se achar feia uma vez que é tão linda.

O que você faz? Dá-lhe um espelho; ela olha e imediatamente sente o ânimo renovar-se em seu corpo: “Sim, esta sou eu! Como estava sendo tola!”.


Ser escravo da sua mente é iludir-se de que não há solução, que você é menos. Ser senhor da sua mente é olhar o espelho chamado Gohonzon e “relembrar” que a força descrita no Gohonzon existe em você, vívida e real. Você tem a mesma força e sabedoria de um buda e, sim, a mesma alegria de viver e a habilidade de resolver problemas de um buda.


Gohonzon, o espelho límpido

O presidente Ikeda cita: "Uma das verdades da vida é que cada ser humano é dotado, fundamentalmente, do estado de buda. Esta é uma verdade difícil de aceitar e compreender.


Mesmo que uma pessoa acredite nisso no momento presente, é fácil cair em descrença se algum infortúnio lhe ocorrer. Isto porque todos possuem a ilusão ou a ignorância fundamental.


É por isso que Daishonin diz que precisamos de um ‘espelho límpido’ para sustentar a prática da observação da mente. [...] Nos Últimos Dias da Lei, o espelho límpido é o Gohonzon de Nitiren Daishonin”.


Conclusão

Ser mestre da sua mente é redirecionar seus impulsos negativos até que eles sirvam de alavanca para sua felicidade. Isso acontece quando se cultiva sabedoria e otimismo na sua mente movido pelo desejo de servir à humanidade e às pessoas.


Fonte: Brasil Seikyo, Edição 2220, 29 mar. 2014, p. A6
TAGS:CONHEÇA O BUDISMO

• comentários •

;