Você sabe o que é "verdadeira causa"?
  • CONHEÇA O BUDISMO

Você sabe o que é "verdadeira causa"?

O presidente Ikeda diz: “O passado já se foi. O futuro ainda não chegou. Tudo o que existe é o momento presente. [...] Considerar esse momento da vida como o efeito direto de alguma causa que fizemos no passado significa pensar em termos do ‘verdadeiro efeito’. Significa pensar, em outras palavras, ‘Eu fiz tal coisa, portanto, aconteceu isso comigo’. Mas ter simplesmente essa perspectiva não fará surgir esperança. O importante é considerar a própria vida no presente momento como a ‘causa’ para efeitos futuros. Essa é a ‘verdadeira causa’ que alcança as profundezas do ser. Não se trata de uma causa superficial”.


“Verdadeira causa” é um dos princípios mais importantes e fascinantes do budismo porque ensina que devemos viver do presente para o futuro.

A Lei que muda as coisas, expande nossa vida e transforma o destino é difícil de ser percebida. Por causa disso, nos distraímos com teorias parciais que ensinam a tratar os fatos atuais da vida apenas como consequência do passado. Essas teorias parecem corretas, mas lá no fundo geram medo, insegurança e instabilidade, além de uma dúvida crucial: “será que há mais coisas ruins para acontecer?”

A “verdadeira causa” é a Lei do Nam-myoho-renge-kyo. Ela é a força que contém ao mesmo tempo a causa e o efeito e, quando se tem fé nessa Lei, você faz o momento presente ser causa da transformação.


“Verdadeira causa” (honnin-myo, em jap.), também “princípio místico da verdadeira causa”. Um dos dez princípios místicos do ensinamento essencial do Sutra do Lótus. Foi formulado por Tiantai (538-597). Se refere à prática que Shakyamuni realizou num tempo incrivelmente no passado para atingir sua iluminação original. O termo contrasta com “verdadeiro efeito”. Nichiren Daishonin identificou a “verdadeira causa” ou Lei fundamental, que fez todos os budas manifestarem o estado de buda, como a Lei do Nam-myoho-renge-kyo. Fonte: Nichiren Library


O budismo existe para o povo. E Nichiren Daishonin provou que qualquer pessoa consegue ser feliz no seu cotidiano, por mais simples que seja. Isso aconteceu quando ele revelou que o Nam-myoho-renge-kyo recitado com fé no Gohonzon desejando ardentemente a felicidade de si e de todos à sua volta é, em si, a “verdadeira causa” que muda o destino.

O estado de buda — o ápice da felicidade humana — é acessível a qualquer pessoa.

Daishonin comprova isso principalmente quando afirma que “Não deve haver dúvidas de que aqueles que praticam corretamente a Lei Mística facilmente se tornarão budas iguais a Shakyamuni".


“Verdadeira causa” significa viver com um infinito otimismo diante de todos os fatos. Esse otimismo vem do coração quando se tem “absoluta fé nas possibilidades humanas, uma crença imutável nas nossas habilidades de superar todas as dificuldades e a coragem para se esforçar continuamente para melhorar o mundo ao nosso redor”.

Esse princípio muda a forma de encarar o momento presente. Os fatos deixam de ser experimentados como “castigo” e são vistos como “causa” da mudança. O budismo ensina a viver com total esperança acreditando que o sofrimento atual é o impulso para a vitória.


“Verdadeira causa” significa viver “do presente para o futuro”. Em vez de lamentar os fatos, de se demorar buscando razões cármicas da situação ou se martirizar com culpas, a pessoa se concentra em lutar com entusiamo para transformar a realidade ao mesmo tempo em que extrai valor de tudo que lhe acontece.

O presidente Ikeda afirma: “O budismo é ‘do presente para o futuro’. Não é necessário olhar para trás [para o passado]. Basta avançar sempre. Porque vocês são ‘tesouros de infinito potencial’”.

Em outra passagem, o presidente Ikeda afirma: “O dia de hoje nunca mais voltará. Por isso, precisamos vencer energicamente cada dia com o espírito de rei leão. Passado é passado. Por isso, não importa o que tenha sido até agora, vivam do presente para o futuro abrindo caminhos de avanço e progresso. Daí se inicia a verdadeira história da revolução humana".


O princípio da verdadeira causa explica que qualquer mudança tem origem em duas coisas: “você” e o “momento presente”.

Se a sua determinação neste momento estiver sincronizada ao Nam-myoho-renge-kyo — a Lei Mística da Verdadeira Causa — você se empenha com vitalidade, expande ao máximo sua força e supera qualquer dificuldade.

A condição para isso é tomar as rédeas da vida e resolver por si mesmo suas questões.



Fonte: BS, ed. 2.307, 23 jan. 2016, p. C2

TAGS:CONHEÇA O BUDISMO

• comentários •

;