A fé é o mais importante
  • ARTIGOS

A fé é o mais importante

As pessoas de profunda fé são nobres

O mundo da fé tem seus próprios padrões. As pessoas possuidoras de uma profunda fé são as mais nobres. Julgar os outros com base em seu conhecimento educacional ou pela falta disso não é o caminho da fé, nem do budismo e tampouco da Soka Gakkai. Devemos ficar muito atentos com relação à vaidade e à arrogância.


“O que importa é o coração”. No budismo, a fé não diz respeito aos sacerdotes nem aos mais poderosos, mas, sim, às pessoas comuns que estão se empenhando sinceramente em sua prática budista, esforçando-se ao máximo pelo kosen-rufu e pelo que é certo. Elas são budas possuidoras do mais elevado estado de ser. Este é o supremo ensinamento do Budismo Nichiren e o eterno e indestrutível espírito da Soka Gakkai.


Deixando de lado o desprezo e a zombaria dos arrogantes, as pessoas comuns da Soka Gakkai têm incentivado aqueles que estão passando por dificuldades e orado por sua felicidade. Elas tomaram a insultante descrição que se fazia da Soka Gakkai em seus primeiros anos como “uma organização de pobres e doentes” e a usaram como se fosse um distintivo de honra. Aliaram-se às pessoas e construíram um mundo de igualdade, respeito e harmonia — a Soka Gakkai. É por isso que nenhum membro jamais deve se sentir envergonhado por não ter estudo superior. Os jovens devem ser julgados por suas verdadeiras habilidades e não por ornamentos externos. É aplicando nossas verdadeiras habilidades que vencemos. É agindo com sabedoria e integridade que nossa vida passa a brilhar.


E é exatamente porque nossos líderes têm se empenhado ao máximo e utilizado suas habilidades e seus talentos para abrir o caminho que eles conquistaram a confiança e o apoio de tantas pessoas. “A Lei não se propaga por si só. Por ser propagada pelas pessoas, tanto as pessoas como a Lei são dignas de respeito”.


De fato, Daishonin louva aqueles que praticam de forma diligente e que realizam um sincero esforço para garantir a perpetuação dos ensinamentos budistas. Os escritos de Daishonin são justos e imparciais. São palavras douradas que transmitem a essência da humanidade.


Fonte:
Brasil Seikyo, ed. 2.015, 12 dez. 2009, p. A3
TAGS:ARTIGOS

• comentários •

;