A revolução humana  é o caminho essencial da vida
  • ARTIGOS

A revolução humana é o caminho essencial da vida

Daishonin afirma que a prova de nossa revolução humana se manifesta em nosso comportamento

Artigo do presidente da SGI, Daisaku Ikeda, publicado na edição de janeiro da revista japonesa de estudos Daibyakurengue.


“É o poder da Lei Mística que possibilita que as entidades do sol e da lua não se afastem de suas órbitas ao redor dos quatro continentes”, escreve Nichiren Daishonin. Mesmo neste momento, o universo continua funcionando com precisão absoluta, sem jamais se deter. O poder fundamental que move o cosmos também existe dentro da nossa própria vida. A prática budista que conduzimos é a chave para fazer surgir esse poder imensurável.


Por isso, continuemos a avançar, dia após dia, ano após ano, até que façamos emergir de forma deslumbrante o sol que habita o nosso coração. Esforcemo-nos com alegria para que cada dia represente um ardente triunfo pessoal que se constitua em um novo capítulo de vitória em nossa vida.


O ilustre filósofo argentino José Ingenieros (1877–1925) escreveu: “A inquietude de saber mais, de poder mais, de ser mais, renova o homem incessantemente”.¹


Com o decorrer da cada ano, todos podemos alcançar um crescimento e desenvolvimento trilhando o caminho da criação de valor com um espírito cada vez mais revigorado e vibrante, em consonância com o ritmo da Lei Mística. Em todas as épocas, as pessoas de bom juízo, ávidas de encontrar a verdade, buscam esse caminho essencial da existência. O nome que meu mestre e segundo presidente da Soka Gakkai, Josei Toda, deu a esse caminho é “revolução humana”.


Concretizar a transformação interior

A revolução humana não implica que devamos nos converter em seres superiores e extraordinários. Ao contrário, significa um processo pelo qual, ao mesmo tempo em que lutamos para transformar dinâmica e profundamente as dimensões interiores de nossa existência, seguimos como pessoas comuns que enfrentam problemas e desafios sem fim em meio à vida cotidiana.


Em A entidade da Lei Mística [escrito], que eu estudei quando jovem na “Universidade Toda”, Daishonin nos assegura:

"[As pessoas que] depositam sua fé somente no Sutra do Lótus e recitam Nam-myoho-renge-kyo, transformam os três caminhos dos desejos mundanos, o carma e o sofrimento nas três virtudes do corpo do darma, da sabedoria e da emancipação".


Por meio do exemplo supremo de sua própria existência e de suas ações, Daishonin nos ensina a não sermos derrotados por qualquer problema, carma negativo ou dificuldade, para assim manifestarmos a vida, a sabedoria e o estado de buda.


Se lutamos pelo kosen-rufu com o coração de um rei leão, em união com nosso mestre e com a Lei Mística, certamente poderemos manifestar o estado de buda. Desse modo, poderemos transformar até mesmo o estado de Inferno em um mundo da iluminação, na Terra da Luz Eternamente Tranquila. Nossas famílias e comunidades experimentarão igualmente uma transformação positiva.


Triunfar resolutamente

A maioria das revoluções tende a perder seu espírito original e renovador com o passar do tempo. Muitas sucumbem à apatia e à corrupção, mesmo que em seu começo tenham se proposto a eliminar esses males. A história está cheia de exemplos dessa realidade. A revolução humana que defendemos na SGI, sem dúvida, visa transformar essa lamentável tendência já na sua raiz.


O presidente fundador da Soka Gakkai, Tsunesaburo Makiguchi, começou a praticar o Budismo de Nichiren Daishonin aos 57 anos. Ele declarou: “Com uma alegria indescritível, transformei completamente a maneira como vivi durante quase 60 anos”.


O Budismo de Nichiren Daishonin é o budismo da verdadeira causa.2 Ensina a avançar sempre rumo ao futuro e a criar novas possibilidades, em vez de se aferrar ao passado e a se lamentar por fatos que ficaram para trás no tempo.


Se deixarmos de avançar e começarmos a nos mostrar arrogantes e a envelhecer espiritualmente, nossa vida se estagnará, e nos veremos privados de forças para alcançar o triunfo. Por isso, também é importante que mantenhamos sempre a postura de nos cercarmos de jovens para forjá-los e nos esforçar junto com eles nos caminhos da prática e do estudo.


Grandiosa vitória

O kosen-rufu, ou seja, “a ampla propagação da Lei”, é a tarefa do Buda. Quando nos entregamos com a maior dedicação a esse supremo empreendimento, podemos manifestar a sublime condição do buda eterno em nossa própria vida. O Sr. Toda observou certa vez:

“Este é o budismo dos três mil aspectos contidos em cada instante vital. Em primeiro lugar, determinem firmemente o que vão empreender ou conquistar. Todos os esforços pelo kosen-rufu são uma oportunidade para que transformem seu carma e levem a cabo sua revolução humana. Quanto maior o desafio, mais grandiosa será a vitória no momento de alcançar suas metas. Assim, empenhem-se ao máximo e não permitem qualquer retrocesso!”


Exatamente dessa forma, consagrei-me ao kosen-rufu, fiel à orientação de meu mestre.

A prova de nossa revolução humana se manifesta em nosso comportamento. Como afirma Daishonin: “O propósito do surgimento do buda Shakyamuni neste mundo, o senhor dos ensinamentos, está em seu comportamento como ser humano”. O exemplo dos membros da SGI que transformaram completamente sua vida por meio da revolução humana é uma fonte constante de estímulo para os demais e para promover a compreensão e o apreço pelo budismo de Daishonin.


Um passo a mais

Vivemos em uma era envolta pelas trevas. Os sutras a definem como a “era maligna dos Últimos Dias da Lei”. É vital que concentremos ainda mais a nossa oração e esforços para criar uma corrente de sucessores capazes que se destaquem por sua humanidade, para que o kosen-rufu siga se desenvolvendo sem cessar.


O Dr. Jim Garrison, ex-presidente da Sociedade John Dewey nos Estados Unidos, comentou a respeito: “A SGI, com seu ideal de revolução humana, é uma organização com um ilimitado potencial de crescimento... Ela florescerá por mil anos se preservar corretamente seu ponto primordial, o legado de seus mestres, e se ela mantiver seu espírito jovial e continuar a crescer e criar valor”.


A revolução humana implica efetuar um progresso contínuo, avançar mesmo que seja um passo mais que ontem, um passo a mais este ano do que no ano passado. Façam que a transformação comece por vocês! Desbravem o caminho para a vitória!


Fonte: Brasil Seikyo, ed. 2.019, 16 jan. 2010, p. A2
TAGS:ARTIGOS

• comentários •

;