Desenvolva um estado de vida amplo, inimaginável!
  • ARTIGOS

Desenvolva um estado de vida amplo, inimaginável!

Ter fé na Lei Mística é nutrir uma fonte de revitalização, e nossa prática budista nos permite alcançar a vitória absoluta. Como resultado, podemos expandir a nossa condição de vida

Trechos de ensaios do presidente Ikeda publicados na Revista Terceira Civilização.


Na época em que os negócios do meu mestre, Josei Toda, estavam sendo atingidos por um revés após outro, encontrei inspiração e conforto na história de Sudatta, a qual Nichiren Daishonin compartilhou em uma de suas cartas [intitulada O Rico Sudatta]. Ele contou essa história, que é sobre uma surpreendente reviravolta financeira, para seu jovem discípulo Nanjo Tokimitsu, que lutou bravamente para defendê-lo e ofereceu refúgio aos companheiros praticantes durante a Perseguição de Atsuhara.


Sudatta era um homem rico que ficou pobre sete vezes, porém reconstruiu sua fortuna sete vezes. Durante seu último período de pobreza ele perdeu tudo, apenas sua esposa ficou ao seu lado. Apesar de suas terríveis circunstâncias, abnegadamente eles deram o único alimento que lhes restava como oferecimento a Shakyamuni e seus discípulos. Em resposta a sincera e inabalável devoção deles, a situação mudou drasticamente. A partir daquele dia, Sudatta e sua esposa se tornaram as pessoas mais ricas da Índia e mais tarde construíram o Mosteiro de Jetavana para Shakyamuni e seus discípulos.


Erguer-se e começar de novo, não importando quantas vezes seja derrubado — a inabalável fé é a fonte de energia fundamental que torna isso possível.


A vida é uma série de provações, sujeitando-nos a uma miséria aparentemente insuportável — na forma de dificuldades financeiras ou no trabalho, problemas familiares ou de relacionamento, recorrência de uma doença e até mesmo desastres naturais. Mas é exatamente nessas horas que colocamos nossa fé à prova. Esse é o momento que devemos recitar Nam-myoho-renge-kyo, seguindo o incentivo de Daishonin “Fortaleça o poder de sua fé mais do que nunca”, e enfrentar cada obstáculo com um espírito invencível.


A Lei Mística é fonte de revitalização, e nossa prática budista nos permite alcançar a vitória absoluta. Como resultado, podemos definitivamente encontrar o caminho correto.


Demonstrem a grandeza da Lei Mística

Quando nos esforçamos para propagar a Lei Mística e nos dedicamos à felicidade das pessoas com base no nosso grande juramento pelo kosen-rufu, acumulamos imensuráveis tesouros do coração e desenvolvemos um estado de vida que nem sequer conseguimos imaginar.


Certa vez, Toda sensei afetuosamente incentivou os membros que estavam lutando com vários problemas: “Não importa quanto estejam sofrendo agora, vocês são bodisatvas da terra. Demonstrem a grandeza da Lei Mística por meio do drama da sua vida. Chegará o momento em que transformarão o veneno em remédio e então poderão olhar para trás com um sorriso”.


As experiências inspiradoras dos nossos associados apresentadas nos nossos periódicos são canções da vitória de vidas indomáveis.


Lembro-me da experiência de um integrante da Divisão Sênior de Hokkaido, Japão, que se recusou a ser intimidado pela perseguição no local de trabalho por causa da sua fé budista e se esforçou firmemente para ganhar a confiança dos colegas. Ele também superou uma grave doença cardíaca e a dor da perda repentina do filho adolescente. Tanto ele como a esposa, empenhando-se com orgulho como membros da Soka Gakkai até o fim, sem se importarem com qual adversidade enfrentavam, continuaram a se dedicar em prol do kosen-rufu com grande vitalidade. Muitos jovens em Hokkaido — o castelo de mestre e discípulo de profundos laços com cada um dos três presidentes fundadores — estão agora carregando o bastão entregue por esses dois nobres pioneiros.


Nós, da SGI, unidos pelos laços de mestre e discípulo, não somos intimidados pelos ataques de obstáculos ou dificuldades que Daishonin advertiu que surgiriam. Temos profunda e firmemente gravado em nosso coração uma passagem de Abertura dos Olhos, um escrito que ele compôs em meio à ameaçadora perseguição:


Eu e meus discípulos, ainda que ocorram vários obstáculos, desde que não se crie a dúvida no coração, atingiremos naturalmente o estado de buda. Não duvidem, mesmo que não haja proteção dos céus. Não lamentem a ausência de segurança e tranquilidade na vida presente. (...) Os tolos tendem a esquecer o que prometeram quando chega o momento crucial.


Por não nos esquecermos de nossas promessas, “quando chega o momento crucial”, demonstramos a prova real da nossa prática manifestando “naturalmente” o estado de buda.


Fonte: Brasil Seikyo, ed. 2.371, 13 maio 2017, p. C4
TAGS:ARTIGOS

• comentários •

;