Este momento é único
  • ARTIGOS

Este momento é único

Presidente Ikeda discorre sobre o espírito fundamental da fé

Extraído de uma palestra do líder da SGI, Daisaku Ikeda, sobre o escrito de Nichiren Daishonin A Herança da Suprema Lei da Vida, e publicada em japonês no jornal Seikyo Shimbun em abril de 1977.


Em A Herança da Suprema Lei da Vida, Nichiren Daishonin afirma: “Para a pessoa que reúne toda a fé e recita o Nam-myoho-renge-kyo com a profunda compreensão de que este é o último momento de sua vida, o sutra proclama: ‘Quando a vida dessas pessoas chegar ao fim, mil budas estenderão os braços para recebê-las, livrá-las de todo temor e impedir que caiam nos maus caminhos da existência’”.


“Com a profunda compreensão de que este é o último momento de sua vida” — isso não é simplesmente estar pronto ou determinado. “Com profunda compreensão” significa reconhecer e compreender totalmente que esta é a real natureza da vida.


Todos nós pensamos que ainda temos tempo de sobra em nossa vida. Mas nenhum de nós sabe quando a morte pode nos apanhar. Podemos morrer no próximo instante. Esta é a verdadeira realidade.


Mesmo que tivéssemos garantidos mais 20, 30 ou mesmo 50 anos de vida, esses períodos, no contexto da eternidade, não passam de breves momentos. Este é outro sentido para a compreensão de que “este é o último momento de sua vida”.


Qualquer pessoa sensata, ao compreender isto, não poderá deixar de sentir o profundo significado de estar vivo agora e de praticar o Budismo Nichiren. Poder, fama e riqueza são irrelevantes. Para acumular boa sorte que não pereça com a morte e que nos beneficie pelo eterno futuro, devemos nos concentrar no verdadeiro propósito da vida enquanto nos esforçamos sinceramente na prática budista.


Este é o espírito fundamental da fé. Esta é a suprema postura da pratica da fé. Apesar disso, como budistas e integrantes da sociedade humana, não se deve inferir que tenhamos de, literalmente, nos sacrificar ou renunciar a tudo neste mundo. Mais que isso, significa que, quando nos esforçamos sinceramente na fé e na prática com o grande objetivo de concretizar o kosen-rufu, com base na Lei Mística, tudo em nossa vida é aplicado para uma boa finalidade. Essa é a essência do nosso compromisso de viver com a consciência de que “este é o último momento de sua vida”.


Valorizar cada momento

Se as pessoas viverem cada instante com esse compromisso, “mil budas estenderão os braços para recebê-las, livrá-las de todo temor e impedir que caiam nos maus caminhos da existência”. Isso significa que atingirão um estado de completa segurança e nunca cairão nos maus caminhos da existência — ou seja, os mundos de inferno, fome, animalidade e ira.


Superficialmente, a passagem “Quando a vida dessas pessoas chegar ao fim, mil budas estenderão os braços para recebê-las”, parece sugerir que isso ocorra no momento da morte, mas em um sentido mais profundo, “chegar ao fim” refere-se a cada sucessivo momento na vida. Nesse sentido, na verdade, descreve o estado que podemos alcançar enquanto ainda estamos vivos.


A frase “este é o último momento de sua vida” nos encoraja a canalizar todo o ser neste presente momento. Consiste em viver cada dia com total seriedade e empenho. Significa empenhar-se ao máximo e dar tudo de si para alcançar o kosen-rufu e atingir o estado de buda nesta existência.


Mesmo no que se refere a compartilhar o budismo com alguém, se deixar escapar a oportunidade, nunca saberá se terá outra ocasião para conversar detalhadamente com a pessoa. Assim, se interagir com as pessoas com sinceridade, pautado pela consciência de que esta é sua única oportunidade de ajudá-las a transformar o destino, você já estará vivendo o espírito de “este é o último momento de sua vida”.


Seja orando ao Gohonzon, se engajando no estudo do budismo ou escrevendo palavras de incentivo aos amigos — o crucial é devotar-se a essa atividade de forma plena e completa a cada momento.


Fazendo uma reflexão, a vida nada mais é do que o acúmulo de cada momento presente. Se não for capaz de tornar o dia de hoje gratificante, não colherá nenhum resultado positivo amanhã. Pode fazer os maiores planos em longo prazo, mas se não valorizar cada momento, esses planos terminarão apenas como sonhos vazios. Causas passadas e resultados futuros estão todos contidos no “verdadeiro aspecto de todos os fenômenos” no presente momento, e a transformação de um único momento da vida pode extinguir os impedimentos cármicos do passado distante e também assegurar a boa sorte que se estenderá pelo eterno futuro.


Esta importante passagem dos escritos de Daishonin ensina o princípio para a transformação do destino, a chave para isso reside em estabelecer uma fé sólida, com base na compreensão de que “este é o último momento de sua vida”.


Fonte:
Brasil Seikyo, ed. 2.314, 5 mar. 2016, p. B3
TAGS:ARTIGOS

• comentários •

;