Irradiemos esperança!
  • ARTIGOS

Irradiemos esperança!

Trechos extraídos e atualizados do poema do presidente Daisaku Ikeda A Longa e Distante Correnteza do Amazonas ― Dedico aos Sublimes Companheiros do Brasil1


Oh! Meu Brasil!

Céu e terra que tanto amo!
Solo da paixão,
Nação da esperança e
País do futuro.

Na jornada do caos para o cosmo ― nossa meta comum,
Promovendo o aprimoramento recíproco e
Restituindo a vida a cada indivíduo,
Eis a terra das potencialidades do século 21,
Que encerra a vitalidade
Juvenil, mas ígnea como o magma.

Nas vilas das íngremes cadeias de montanhas,
Nas aldeias das florestas de profundo silêncio e
Nas agitadas cidades onde ressoam as marteladas das construções,
Ponto a ponto, a luz da Lei Mística foi acendida,
E, esta luz da felicidade estendeu-se para todo o Brasil.
Em toda a eternidade, essa história jamais haverá de ser destruída.

O ensino de Daishonin é o “Budismo do Sol”.
Assim, sendo
A nossa crença também deve ser como o Sol.

O movimento desse astro
É uma continuidade diária
Ao amanhecer, desponta com seu aspecto imponente
E cruza o céu proporcionando luz e calor
Para depois pôr-se no oeste.

Ontem, hoje e amanhã,
Sendo observado ou não
Ele continua sua órbita simples e regular
Jamais quebrando o ritmo de sua evolução.

Da mesma forma,
A nossa jornada da “prática da fé é a própria vida diária”
Na contínua construção do eterno 
kosen-rufu
Também deve seguir o mesmo ritmo.

O brilho e a magnanimidade do Sol
São a fonte da força do crescimento de tudo.
Sem esta energia.
As plantas, os animais e inclusive o humano
Não poderão viver nem mesmo por um dia.

Apesar de observar as mesquinhas discórdias e hostilidades,
Ele aquece todos
E, espera o tempo, cria a época e
Adianta altivos passos de gigante.

A ardente fé coloca em evidência
A nobre personalidade e o humanismo.
O nosso caminho de monarcas da confiança
Como soberanos
Assim deve ser.

O sol jamais desfaz o sorriso de sua face.
Há ocasiões que espessas nuvens cinzentas,
Tentam esconder esse sorriso e seus raios benevolentes.
Há também momentos em que
Chuvas e tempestades atacam-no violentamente.

Porém, ninguém é capaz de roubar
O seu sorriso fecundo e o seu calor.
Da mesma forma como o ímã atrai o ferro,
Em sua volta multiplicam-se grandes botões de flores
De sorrisos e mais sorrisos,
Dos quais ele é sempre o mensageiro.

Amem as pessoas e
Estendam a boa vontade a todos.
Colham assim valentemente
A felicidade reunida de além das mil milhas.

A verdadeira religião
É a religião para o ser humano.
A verdadeira religião
É a religião para a paz.
A verdadeira religião
Tem como princípio
Contribuir para a prosperidade social.

Myo é o princípio da revivescência”.


Nota:

1. Disponível em: https://extra2.bsgi.org.br/extranet/estudo/poemas/a-longa-e-distante-correnteza-do-amazonas/#top. Acesso em: 2 abr. 2020.

 

TAGS:ARTIGOS

• comentários •

;