Mude a maneira de encarar as adversidades
  • ARTIGOS

Mude a maneira de encarar as adversidades

Desafiando as adversidades com bravura

Diante das dificuldades, simplesmente desistimos e aceitamos o fato como falta de sorte? Nós nos escondemos e esperamos o tempo solucionar o problema? Ficamos lamuriando nossa desgraça? Nos ressentimos e culpamos os outros ou o ambiente?


No momento em que se depara com adversidades, o verdadeiro valor do indivíduo se revela com extrema clareza. O segredo da vitória reside em possuir a fé corajosa de um rei leão, enfrentando resolutamente todos os obstáculos.


Toda sensei salientava a importância de ultrapassarmos cada dificuldade com que nos deparamos. “Cada vez que sobrepujamos uma montanha de adversidades fortalecemos dentro de nós a condição de vida do estado de buda que nada será capaz de destruir.” O fator crucial é desafiarmos cada problema no momento em que ele ocorrer. Não devemos aguardar até nossa fé ser profunda o bastante para tanto. É por enfrentarmos dificuldades que conseguimos lapidar nossa vida e edificar uma fé indestrutível como o diamante. Como afirma Daishonin, “Uma espada, mesmo exposta ao fogo intenso, suporta o calor durante algum tempo por ter sido bem forjada” (WND, v. I, p. 839).


Espero, portanto, que orem pela solução de seus problemas diante do Gohonzon. Quando transformamos problemas em oração ao recitarmos Nam-myoho-renge-kyo, a coragem brota de dentro de nós e a esperança começa a brilhar em nosso coração.


Não poderemos experimentar a “maior de todas as alegrias” (OTT, p. 212) se nutrirmos um medo descabido em relação às adversidades e relutarmos em sair de nossa zona de conforto. O Budismo de Nichiren Daishonin ensina uma maneira de viver que é o extremo oposto dessa passividade.


Daishonin ensina em suas escrituras, que viver de forma positiva e proativa é a verdadeira paz e tranquilidade na vida. Isso significa acolher prontamente todos os desafios, e considerar prazerosas as dificuldades, vendo-as como oportunidades para se tornar uma pessoa capaz de ajudar muitas outras.


Toda sensei dizia: “O Budismo de Nichiren Daishonin é um ensinamento que habilita aqueles que estão diante de adversidades a conquistar a felicidade. Não há ninguém tão forte quanto alguém que enfrentou e venceu árduas dificuldades. Uma pessoa assim pode se tornar um verdadeiro amigo e aliado dos que realmente estão sofrendo”.


Quando despertamos para nossa missão como bodisatvas da terra, uma força incrível emana de dentro de nós; todos os obstáculos com que nos deparamos se tornam dificuldades que escolhemos assumir por vontade própria para ajudar a conduzir outras pessoas à iluminação. E ao sobrepujarmos tais obstáculos, cumprimos nosso juramento de bodisatva de auxiliar os outros a serem felizes.


Nichiren Daishonin nos ensina a transformar fundamentalmente nossa atitude em relação às adversidades — deixando de ter pena de nós mesmos, questionando “Por que eu?” e adotando uma postura cheia de brio e confiança capaz de declarar “Deixa comigo!”.


Quando empreendemos o esforço de expandir nosso estado de vida, ativamos as funções que buscam obstruir esse processo. Assim como um barco seguindo em frente provoca ondas ou o ato de correr produz a resistência do vento, aqueles que tentam avançar no caminho da revolução humana experimentam uma resistência espiritual em forma de dúvida e apreensão em relação à fé. Esse é o real significado das forças ou funções demoníacas. Tais dúvidas e receios não surgem porque a fé é fraca ou falha. Na verdade, é exatamente o oposto.


É em meio a grandes dificuldades que podemos manifestar a condição de vida do estado de buda. Podemos romper a concha do nosso eu menor e revelar nosso eu maior, que é uno à Lei Mística. Por essa razão, devemos continuar recitando Nam-myoho-renge-kyo, evidenciar nossa coragem — ter o coração de um rei leão — e lutar contra todas as adversidades.


A vida não se refere a lamentar nosso destino, ficar à mercê do carma e sofrer de mãos atadas. Podemos superar as contrariedades e gerar felicidade tanto para nós mesmos como para os outros. O ensinamento da Lei Mística nos habilita a dar vazão ao poder ilimitado em nosso interior para fazermos exatamente isso. Esse é o propósito da fé no Budismo de Nichiren Daishonin. E o empenho abnegado na prática budista é fator indispensável para consolidarmos a mudança em nosso estado de vida denominada revolução humana.


Em Abertura dos Olhos, Nichiren Daishonin expressa: “Eu e meus discípulos, ainda que ocorram vários obstáculos, desde que não se crie a dúvida no coração, atingiremos naturalmente o estado de buda” (CEND, v. I, p 296). Não obstante que desafios possamos encontrar, se perseverarmos diligentemente em nossa prática budista sem nutrir dúvidas, podemos evidenciar a condição de vida do estado de buda.


O importante é num momento crucial manter sempre em mente as palavras do mestre e continuar avançando resolutamente pelo caminho escolhido de mestre e discípulo ao lado de nossos companheiros de prática.


Talvez alguns de vocês possam estar lidando com problemas complexos. Não há necessidade de tentar esconder a situação. Como Toda sensei costumava dizer, “Seja você mesmo e deixe as pessoas observarem quão arduamente está lutando para transformar seu destino”.


Pelo ato de desafiar dificuldades podemos manifestar nosso estado de buda. Quanto maiores forem as adversidades, mais intensamente brilhará nosso estado de buda. Edificar uma natureza desse tipo consiste no caminho para se atingir o estado de buda nesta existência.


A correta fé no Budismo de Nichiren Daishonin nos proporciona as asas da coragem, felicidade e vitória por toda a eternidade. Quanto mais ferozes os ventos da adversidade, mais alto alçaremos voo pela amplidão do céu e elevaremos nosso estado de vida com total tranquilidade e ilimitada alegria.


Sigamos em frente com confiança e orgulho, voando serenamente com as invencíveis e indestrutíveis asas Soka pelos céus da vitória eterna!


Consolidemos uma vida de vitórias magníficas suplantando todos os obstáculos de modo que possamos declarar: “Eu venci!”, “Nós vencemos!” Toda sensei com certeza ficará imensamente feliz com o relato de nossa vitória.




Fonte:


Brasil Seikyo, ed. 2355,  21 jan. 2017 - Encontro com o Mestre


TAGS:ARTIGOS

• comentários •

;