“O sábio se alegra, ao passo que o tolo recua”
  • ARTIGOS

“O sábio se alegra, ao passo que o tolo recua”

Precisamente por não temer e sempre bradar a verdade do budismo

Traduzido do editorial do Dr. Daisaku Ikeda, presidente da SGI, publicado na revista Daibyakurenge, edição de julho de 2016.

Onde se encontra a felicidade? Como podemos conquistá-la? O grande escritor russo Liev Tolstói (1828–1910) declarou: “A felicidade é encontrada ao cumprir alegremente o seu propósito de vida”.1 Não é riqueza, não é fama, não é tranquilidade. Pelo contrário, a felicidade encontra-se em cumprir firmemente a sua missão, enquanto enfrenta com coragem e persevera em meio à adversidade, aos ataques injustos e às circunstâncias difíceis. Alegria, orgulho e realização brotam diante dessa vida apaixonada que permanece lutando. Essa é a verdadeira essência da felicidade.

Basta olhar para os nossos associados. Eles estão sustentando o grande desejo do kosen-rufu nos Últimos Dias da Lei — a era maléfica de conflito e discórdia sem fim. Conscientes de que “a voz executa trabalho do Buda”, estão se engajando em diálogos sinceros para compartilhar os ideais do Budismo de Nichiren Daishonin com as pessoas. O rosto deles brilha com orgulho e intensa radiância!

Nichiren Daishonin, por ter superado a Perseguição de Tatsunokuchi e inúmeros outros ataques que ameaçaram a sua vida, afirmou: “Por eu ter perseverado sem medo, hoje há pessoas que começaram a acreditar na veracidade de meus ensinamentos”. Em outras palavras, precisamente por não temer e sempre bradar a verdade do budismo, mesmo aqueles que inicialmente se opuseram a ele finalmente passaram a concluir que o que ele dizia estava certo.

Ao mantermos sinceramente os mesmos constantes esforços de Nichiren Daishonin em propagar a Lei Mística, sem se abalar por qualquer dificuldade, nós da SGI estamos expandindo a confiança e a compreensão sobre o nosso movimento em todo o mundo.

Mahatma Gandhi (1869–1948), grande paladino da não violência, observou que cada movimento pelo bem passa por cinco fases — ou seja, “indiferença, escárnio, injúria, repressão e respeito”.2 Devemos nos orgulhar do fato de que o nosso movimento Soka passou pelas quatro primeiras etapas e agora atingiu o estágio do mais elevado respeito.


Apoiando com carinho e incentivando com sinceridade os membros, independentemente dos problemas que estavam enfrentando, meu mestre, segundo presidente da Soka Gakkai, Josei Toda, disse: “Não importa o que esteja acontecendo na sua vida, por favor, considere isso como um tesouro que fortalece a sua fé. Quanto maiores os obstáculos cármicos que enfrenta, maior é a missão que tem em ajudar muitos outros que estão sofrendo, e maior é a força que será capaz de manifestar. Pelo poder da Lei Mística, você transforma positivamente qualquer ambiente!”.

Fiéis a essas palavras, nossos associados têm demonstrado fortemente a revitalização conquistada ao desafiarem a si mesmos em sua revolução humana e assim abrirem o caminho para uma sociedade pacífica e próspera, propagando o ideal de Nichiren Daishonin de “estabelecer o ensinamento correto para a pacificação da terra”.

Há um casal da região de Chubu3 que jamais esquecerei. Na época do tufão Ise Bay (também conhecido como Tufão Vera), em 1959, dedicaram-se abnegadamente aos esforços de socorro como integrantes da Divisão dos Jovens, embora eles e suas famílias tivessem sofrido danos materiais graves. Hoje, confirmam com um sorriso que quanto maior as dificuldades e os obstáculos que enfrentavam e superavam, maior a alegria que sentiam. Mais entusiasmados que nunca, estão se esforçando com o espírito de que “nossa verdadeira luta pela felicidade das pessoas começa agora!”.

Em uma carta aos irmãos Ikegami, Daishonin escreve: “(...) os três obstáculos e as quatro maldades aparecem infalivelmente; e quando isso ocorre, o sábio se alegra, ao passo que o tolo recua”.

A vida, a sociedade e o mundo estão repletos de uma série interminável de provações. É por isso que fortalecer e expandir a nossa rede de pessoas que enfrentam alegremente cada novo desafio sem recuar é o caminho certo para conquistar a felicidade e a paz para todos. Nossos esforços diários na fé, na prática e no estudo e nossas atividades da SGI para expandir de forma incessante a esperança permitem nos treinar e nos desenvolver para que possamos cumprir essa missão.

Vamos avançar juntos, interpretando o triunfante bailar do “sábio se alegra”!

Abra a sua vida

com forte oração,

revertendo

todos os tipos de adversidades

em resplandecentes vitórias.



Notas:

1. Traduzido do russo. TOLSTÓI, Liev. Polnoe Sobranie Sochinenii [Obras Completas]. Moscou: Terra, v. 67, p. 199, 1992.

2. GANDHI, Mahatma. All Men Are Brothers: Autobiographical Reflections [Todos os Homens São Irmãos: Reflexões Autobiográficas]. Compilado e editado por Krishna Kripalani. Nova York: Continuum, 2000. p. 136.

3. Região de Chubu: Na Soka Gakkai, essa região compreende os territórios de Aichi, Mie e Gifu.


Fonte: Terceira Civilização, ed. 575, 16 jul. 2016, p. 6

TAGS:ARTIGOS

• comentários •

;