Oração - a regra básica da vitória contínua
  • ARTIGOS

Oração - a regra básica da vitória contínua

O importante é a determinação deste momento

Nichiren Daishonin afirma: “As orações oferecidas por um praticante do Sutra do Lótus serão respondidas assim como um eco acompanha um som, como uma sombra segue uma forma”.


Para iniciar uma nova batalha, antes de tudo é preciso orar.

Antes de lamentar a dificuldade da circunstância, em primeiro lugar, é preciso orar.


Não se depreciem, alegando falta de força ou capacidade. Até mesmo a recitação do Nam-myoho-renge-kyo por apenas três vezes pode fazer a coragem emergir abundantemente do âmago da vida se feita com firmeza e vigor e nos sentirmos repletos de energia.


Há 60 anos, diante da “Batalha de Osaka”, orei fortemente dentro do meu coração: “Que o maior número de pessoas possível venha a se juntar à batalha pela grande expansão da Lei e se tornar aliada”.


Meus companheiros de Kansai uniram o coração a essa minha determinação, oraram e lutaram, registrando um marco glorioso na história na qual deixou todos espantados ao tornar realidade o impossível.


Nós devemos dar a partida por meio da mais suprema oração visando o mais sublime dos objetivos — o kosen-rufu e o rissho ankoku, o ato de estabelecer o ensinamento correto para a pacificação da Terra.


A brecha para romper o limite da expansão está na base


“Mova-se! Vá ao encontro dos nobres companheiros da base que são os que mais lutam e se esforçam, e incentive-os!” — esta era uma das consistentes orientações do meu venerado mestre, professor Josei Toda. Seguindo fielmente esse brado do mestre, como digno jovem, percorri Osaka de ponta a ponta e fui ao encontro de cada membro. Dialoguei e incentivei um após outro com toda a sinceridade. Foi a partir daí que se abriu o caminho para romper os limites e provocar as ondas de expansão.


A distância alcançada pelas ondas de coragem é proporcional à intensidade da atuação do líder. A medida do desenvolvimento dos “valores humanos” é proporcional à intensidade da dedicação do líder. A força da conexão do coração do líder com os companheiros é proporcional ao tamanho da força da união de todos — essa força constrói a legião dos “emergidos da terra”.


Não seja derrotado hoje, vença amanhã também!


Nos escritos está elucidado: “Como a vida não passa de um momento, o Buda expôs os benefícios que advêm de um único momento de júbilo [ao ouvir o Sutra do Lótus]”.


O importante é a determinação de agora, deste momento. Não importa como foi até agora; o que importa é o que fará a partir deste instante. O futuro pode ser transformado quanto desejarem.


Por isso, devem dar a partida do dia iniciando com a recitação do gongyo e do daimoku pela manhã e lutar ao máximo o dia todo dando o seu melhor.


Mesmo que muros espessos se ergam diante de vocês, desafiem-nos com coragem e ímpeto com o espírito de “se jogarem contra eles para destruí-los”. Vocês são jovens. Se, por ventura, falharem hoje, basta levantar a cabeça e desafiar novamente amanhã.


É o vigoroso e alegre espírito de jamais ser derrotado lapidado dia após dia que constrói o eu invencível de amanhã.


Oh, meus jovens sucessores, avancem pela estrada da juventude invencível e de contínuas vitórias!


Fonte:


Brasil Seikyo, ed. 2310, 06 fev. 2016, p. A2

CEND, v. 1, p. 357


TAGS:ARTIGOS

• comentários •

;