Qual o propósito da religião?
  • ARTIGOS

Qual o propósito da religião?

A Soka Gakkai consolidou um grande movimento filosófico que se baseia na autoconfiança e na automotivação

Série de explanações dos escritos de Nichiren Daishonin realizadas pelo presidente Ikeda publicada no jornal Brasil Seikyo sob o tema "Budismo do Sol - Iluminando o Mundo" – Fé, prática e estudo — Princípio fundamental do Budismo Nichiren.


O propósito da religião é possibilitar a nossa felicidade e a do próximo — a felicidade de todas as pessoas e a concretização da paz mundial.


Para alcançar esse objetivo, cada um deve se tornar sábio e forte. Essa era a convicção inabalável do presidente fundador da Soka Gakkai, Tsunesaburo Makiguchi.


Em que consiste o bem e qual o caminho correto na vida?


São questões universais que preocupam o ser humano desde os tempos imemoriais.


Makiguchi sensei buscou no Budismo do Sol e encontrou nos escritos de Nichiren Daishonin uma sólida filosofia de valorização da vida que poderia guiar sabiamente as pessoas com respostas a essas indagações.


O dia 18 de novembro, aniversário de fundação da Soka Gakkai (1930), também é a data que Makiguchi sensei faleceu na prisão (em 1944) por suas crenças. Ele se recusou até o fim a ser derrotado pela opressão do governo militarista do Japão, mantendo-se fiel à causa de ajudar as pessoas a obter a felicidade genuína.


Ao ser preso, seu primeiro pedido foi um exemplar do Gosho. Embora as árduas condições da prisão e as refeições escassas maltratasse o idoso Makiguchi, seu espírito de procura continuava a arder intensamente.


Nas cartas que enviou da prisão à família, ele escreveu: “A fé é o mais importante”,1 “[Estou me] concentrando inteiramente na fé”2 e “O que estou passando não é nada comparado às adversidades que Daishonin suportou em Sado”.3 Suas palavras transbordavam de orgulho de viver com base na fé e nos escritos de Nichiren Daishonin, mesmo que isso significasse dar a vida por suas convicções.


O discípulo do presidente Makiguchi, Josei Toda, que foi preso ao mesmo tempo que seu mestre, também perseverou com o mesmo compromisso inabalável. Continuou lendo o Gosho e o Sutra do Lótus, recitando firmemente Nam-myoho-renge-kyo e se dedicando a uma profunda meditação. Assim, ele despertou finalmente para a verdade de que buda é a própria vida e percebeu sua identidade de bodisatva da terra.


Tanto Tsunesaburo Makiguchi como Josei Toda lutaram resolutamente contra a natureza demoníaca do poder pensando na felicidade humana e na paz mundial. Mesmo na prisão eles se empenharam solene e intrepidamente nos “dois caminhos da prática e do estudo”.


Esse espírito de dedicação abnegada à propagação da Lei, de lutar incessantemente em prol do kosen-rufu, que eu também herdei, é a essência do espírito de mestre e discípulo que liga os três primeiros presidentes da Soka Gakkai.


Para Makiguchi sensei e para Toda sensei, ler os escritos de Nichiren Daishonin era uma parte inseparável de sua luta incondicional para incorporar a condição de vida do estado de buda. A disposição de acatar com total seriedade e pôr em prática os escritos de Nichiren Daishonin com suas ações continua viva na organização até hoje.


A Soka Gakkai consolidou um grande movimento filosófico que se baseia na autoconfiança e na automotivação. É um movimento no qual pessoas comuns estudam o budismo, compartilham-no com outros e o aplicam nas próprias ações diárias.


Essa “universidade sem paredes”, onde as pessoas se desenvolvem e se lapidam por meio da prática e do estudo do budismo, agora se propagou pelo mundo.


Fonte: Brasil Seikyo, ed. 2.382, 5 ago. 2017, p. B1-B4
TAGS:ARTIGOS

Notas:

1. Traduzido do japonês. MAKIGUCHI, Tsunesaburo. Makiguchi Tsunesaburo Zenshu [Coletânea de Obras de Tsunesaburo Makiguchi]. Tóquio: Daisanbunmei-sha, v. 10, p. 278, 1987.
2. Ibidem, p. 276.
3. Ibidem, p. 282.

• comentários •

;