Vençam as injustiças!
  • ARTIGOS

Vençam as injustiças!

Discurso proferido pelo presidente da SGI, Daisaku Ikeda, no conselho executivo nacional realizado no Centro de Treinamento da Soka Gakkai de Nagano, em Karuizawa, na Província de Nagano, no dia 7 de agosto de 2001.

O dramaturgo alemão Ernst Toller (1893–1939) ficou famoso por ter sido o primeiro escritor judeu a enfrentar os nazistas. Toller escreveu: “Não se deve ficar em silêncio sob o jugo do barbarismo; é preciso lutar. Quem quer que seja que fique em silêncio em ocasiões assim é um traidor da humanidade.”1

Gostaria de apresentar essas palavras aos membros da Divisão dos Jovens em particular. Ao ser confrontado com atos de desumanidade, não se deve permanecer em silêncio, pois o silêncio equivale a uma aprovação implícita. Se forem atacados verbalmente, devem contra-atacar com uma força dez ou vinte vezes maior. Manifestar esse ardente espírito de luta é uma prova de juventude.

O filósofo francês Henri-Louis Bergson (1859–1941) observou que enquanto continuarmos simplesmente avançando, vamos nos aproximando de nosso objetivo. Além do mais, nesse processo passamos a reconhecer que “os assim chamados obstáculos foram em sua maior parte os efeitos de uma miragem”.2

O importante é continuarmos sempre avançando para concretizar nossos objetivos. É realmente verdade que não avançar é o mesmo que retroceder. Quando desafiamos as circunstâncias com uma forte determinação, percebemos de repente que tudo o que antes parecia ser incômodo e difícil não era algo assim tão grande.

A mente é algo extraordinário. Tudo muda por completo dependendo unicamente de nossa estrutura mental. Essa é a força e a função da Lei Mística dos três mil mundos num único momento da vida.


É nas épocas de adversidades que devemos nos levantar com fé

Fé significa uma esperança ilimitada. Podemos com a fé acumular infinitos benefícios e criar uma vida de ilimitada vitória. O Grande Mestre Dengyo disse: “Descartar o superficial e buscar o mais profundo é o modo de ser de uma pessoa de coragem". Nas épocas difíceis, podemos superar as dificuldades com a fé e renovar nossa determinação de dedicar a vida ao kosen-rufu. Esse tem sido o espírito da Soka Gakkai desde os primeiros dias de nosso movimento e está de acordo com o ensino de Daishonin. Essa fé e convicção tenazes no poder do Gohonzon geram a força para vencer qualquer obstáculo.

A maneira como o presidente Toda serviu, respeitou e protegeu o presidente Makiguchi foi extraordinária em todos os aspectos. Quando se referia ao presidente Makiguchi, o Sr. Toda era a própria imagem da solenidade.

O espírito de mestre e discípulo é a essência da Soka Gakkai. E colocar os membros em primeiro lugar é o eterno espírito da Soka Gakkai. Jamais devemos nos esquecer disso.

Por favor, façam tudo o que puderem para que o local de sua missão floresça, atuando como heróis do kosen-rufu que superam até mesmo os heróis do clássico chinês Romance dos Três Reinos.3



Notas:

1. I was a German: The Autobiography of Ernst Toller. Nova York, William Morrow and Company, 1934, Introdução.

2. Henri Bergson, Mind-Energy: Lectures and Essays. H. Wildon Carr, trad. Nova York, Henry Holt and Company, 1920, págs. 4–5.

3. The Romance of the Three Kingdoms: saga épica dos três reinos rivais que lutavam pelo controle da China no terceiro século.


Fonte: BS, ed. 1.631, 8 dez. 2001, p. A3

TAGS:ARTIGOS

• comentários •

;