Ações que transformam o destino da humanidade
  • JUVENTUDE

Ações que transformam o destino da humanidade

Em meio às circunstâncias mais desfavoráveis é possível manifestar máxima coragem – essa é a proposta do budismo

Com base no texto do Departamento de Estudo do Budismo da BSGI.


Estamos vivendo uma era de verdadeiro “caos”, principalmente nos âmbitos social, político e econômico. E, ao nos confrontarmos com essa realidade, muitas vezes somos arrastados pela incerteza e desesperança, como se todas as questões da humanidade estivessem “sugando” a nossa energia.


Sobre esse assunto, o Dr. Ikeda diz em sua explanação:

“Quando perguntei a sensei [Josei Toda] por que era importante nos esforçarmos em nossa prática budista sem poupar a vida, ele respondeu: ‘Em nosso planeta, as pessoas se matam em guerras; nossa economia é baseada na sobrevivência do mais forte, e não condiz necessariamente com a felicidade humana; muitos líderes da sociedade que deveriam ajudar as pessoas as menosprezam e as exploram. E esse mesmo tipo de comportamento é visto em áreas como política, ciência, educação e religião. Chame isso de carma da humanidade, mas a sociedade é complexa e cheia de contradições. Em nenhum outro lugar podemos encontrar o caminho para a felicidade de todas as pessoas. Somente o Budismo de Nichiren Daishonin oferece os meios para a transformação fundamental do nosso carma. Ele ensina o caminho da eternidade, felicidade, verdadeiro eu e pureza, da realização e satisfação plena. Não há caminho mais nobre na vida que este. É por isso que, ao dedicar a vida à prática budista, jamais terá arrependimentos’”.


Aprendemos com o próprio exemplo do buda Nichiren Daishonin que uma vida dedicada ao bem comum manifesta uma condição suprema capaz de transformar não só o seu destino, mas o de sua família e até mesmo o de toda a humanidade.


Quando nos dedicamos a viver com essa postura, abrimos naturalmente o “portal da felicidade absoluta”. E, dessa forma, mesmo em meio às circunstâncias mais desfavoráveis, manifestamos a máxima coragem, alegria e esperança em nosso coração. Essa energia extraordinária é capaz de inspirar e contagiar todas as pessoas.


Nichiren Daishonin descreveu a si mesmo como o “pilar do Japão", combatendo todas as injustiças de sua época e, transformando a tudo.


O Dr. Ikeda finaliza: “Ao assumir a liderança na luta contra a natureza maligna das autoridades, Daishonin nos ensinou a essência de uma vida sem arrependimentos. Os associados da SGI, de unicidade de mestre e discípulo Soka, são herdeiros desse legado, especialmente vocês, meus amados jovens sucessores”.


Fonte: 
Brasil Seikyo, ed. 2.293, 26 set. 2015, p. E4
TAGS:JUVENTUDE

• comentários •

;