Adversidades são fonte de orgulho
  • JUVENTUDE

Adversidades são fonte de orgulho

Vida é batalha. Vida é desafio. Vida é treinamento

Com base no discurso do líder da SGI, Daisaku Ikeda, proferido em um curso de aprimoramento conjunto para líderes da Divisão Feminina da BSGI e líderes das regiões de Tohoku, Hokuriku e Shin’etsu, na província de Nagano, 21 de agosto de 2004.


Meu mestre, o segundo presidente da Soka Gakkai, Josei Toda, sempre incentivava os jovens a ler, especialmente obras literárias célebres. Ele repreendia severamente os que não liam. Se nos flagrasse lendo revistas sem nenhum valor positivo, ficava furioso!


Lembro-me de que na minha juventude li avidamente as obras de Eiji Yoshikawa (1892–1962), autor de romances épicos como O Romance dos Três Reinos e Musashi.


Yoshikawa certa vez disse a um rapaz de situação privilegiada: “Você é um jovem desventurado, porque não há infortúnio maior do que ver coisas belas demais e ter acesso à cozinha requintada demais desde tão moço. É triste ver esmaecer a sensibilidade — a habilidade de perceber a alegria como alegria — de um jovem”.1


Essas palavras me acompanharam a vida toda.

Aqueles que nos anos primordiais dos alicerces da vida são cercados de todos os tipos de conforto, protegidos e mimados, não carecem de nada ou nunca enfrentam nenhuma dificuldade, não são, de forma alguma, felizes ou afortunados. São, de fato, os mais desventurados, pois não têm como se desenvolver como indivíduos grandiosos.


A ausência de dificuldades não significa felicidade. A verdadeira felicidade e a alegria na vida repousam em não ser derrotado pelas adversidades, em se levantar novamente quando caímos, em suportar e sobrepujar obstáculos.


Vida é batalha. Vida é desafio. Vida é treinamento.

Dificuldades são inevitáveis. Nossa prática do Budismo Nichiren nos fornece o empoderamento para construir um forte eu capaz de encarar com bravura as provações, possibilitando-nos desafiar todas as situações com espírito positivo e enxergando-as como oportunidades de crescimento. Aqueles que possuem esse espírito de luta vencem no final.


Fonte:
Brasil Seikyo, ed. 2.301, 28 nov. 2015, p. B2
TAGS:JUVENTUDE

Notas:

1. Traduzido do japonês Yoshikawa Eiji to Watashi (Eu e Eiji Yoshikawa), Tóquio: Kodansha, 1992, p. 248.

• comentários •

;