CLAB é Rio de Janeiro!
  • ENTREVISTA

CLAB é Rio de Janeiro!

Marcos Antonio Nunes da Natividade é vice-presidente da BSGI, vice-coordenador geral da Coordenadoria do Rio de Janeiro (CRJ) e responsável pelo Departamento de Estudo do Budismo (DEB) da CRJ.

Ao SeikyoPost ele conta sobre os preparativos para o Curso Latino-Americano de Budismo (CLAB) que, pela primeira vez será realizado no Rio De Janeiro, fala a respeito da expectativa dos associados da BSGI da localidade e sobre os objetivos da realização do curso. Confira!




Quais são as suas expectativas para o CLAB, levando em consideração o fato de o curso ser realizado pela primeira vez no Rio de Janeiro?

Poder realizar o CLAB em terras cariocas é algo extraordinário!  Estamos muito felizes e emocionados. Quando foi realizado o 1º curso no Brasil, nós cariocas, passamos a nutrir o desejo de que algum dia pudéssemos realizá-lo no Rio de Janeiro. Inclusive fizemos esse convite ao senhor Katsuji Saito [explanador], na sua primeira vinda. Passaram-se 11 anos, e hoje estamos concretizando esse objetivo!

Diante do cenário conturbado em que se encontra a sociedade brasileira atual, penso que realizar esse curso nesta época, não poderia ser mais oportuno. Dessa forma, cabe a cada um dos membros da BSGI tornarem essa expectativa uma realidade em seu campo de atuação, contribuindo efetivamente para o kosen-rufu em cada localidade.


Como estão se preparando para isso na localidade?

As comissões de preparativos estão a todo vapor para poder oferecer o melhor para todos os participantes. Além da atividade que irá acontecer em nosso centro cultural, também transmitiremos o estudo para 26 locais do Rio e para todo Brasil. Acreditamos que todos os membros em geral estão muito ansiosos. 


Para você, qual é o significado de comemorar os 50 anos da visita do presidente Ikeda ao Rio de Janeiro (1966), junto com a realização do CLAB?

É poder relembrar com muito orgulho das palavras do nosso mestre, ao nosso amado Rio: "Por todas as lutas, os senhores são realmente dignos de serem chamados de ‘Josho Rio’, Rio de Contínuas Vitórias” (Rio de Contínuas Vitórias — Livro Comemorativo dos 10 Anos da Vinda do presidente Ikeda ao Rio de Janeiro, p. 11). Com isso estamos nos esforçando ainda mais pela concretização das 50 famílias felizes e vitoriosas nos distritos do Rio de Janeiro. Já ultrapassamos a marca de mais de 4 mil novos membros da BSGI como forma de corresponder à oportunidade de receber esse curso em nossa cidade.  


De que forma você acha que a realização do CLAB no Rio de Janeiro influenciará na vida dos membros? 

A partir da sincera gratidão ao Ikeda sensei, os membros do Rio de Janeiro estão se dedicando muito em aprimorar a fé por meio da prática do shakubuku e do estudo do budismo. De acordo com o presidente Ikeda, estamos vivendo os anos dourados do kosen-rufu. É a época em que devemos firmar as bases da luta em prol da paz, cultura e felicidade de todas as pessoas. E o estudo do budismo é a forma concreta de se criar uma base sólida e indestrutível em nossa vida. 

No mês de agosto de 2016 serão promovidos os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Verão no Rio de Janeiro. O lema dos jogos será "Viva sua paixão", e com isso, temos uma oportunidade única para difundir o esporte como instrumento fundamental da paz, da inclusão social e da tolerância, por meio da luta contra a discriminação racial, étnica e de gênero. Poder realizar o CLAB meses antes dos jogos olímpicos é algo místico e oportuno. E se o Rio de Janeiro for vitorioso, com toda certeza o Brasil será vitorioso também!


Fotografo: Carlos Alves

TAGS:ENTREVISTA

• comentários •

;