Continuem avançando
  • JUVENTUDE

Continuem avançando

Mesmo lutando contra vários problemas, o importante é avançar

Com base no discurso do presidente Ikeda extraído do livro Juventude: Sonhos e Esperanças, publicado em fevereiro de 2010.


Na juventude, não há nada que seja irreparável. Eu diria que o pior erro que um jovem pode cometer é desistir de tudo e não desafiar a si próprio por medo do fracasso. O que está feito está feito; adiante existe apenas o caminho para o futuro! Portanto, fixem o olhar no futuro e avancem sempre com a decisão de começar a partir deste momento, o espírito de “começar a partir de agora” é a essência do princípio da “verdadeira causa” exposto no Budismo de Nichiren Daishonin. É também o ponto essencial do daimoku.


A verdadeira vitória ou derrota na vida só se manifesta aos 40 ou 50 anos. As experiências que acumulei durante toda a minha vida permitem-me reconhecer a vitória ou a derrota na vida de uma pessoa.


Por favor, não percam a esperança nem se desesperem por questões passageiras. A vida é longa. Mesmo que se sintam angustiados com os problemas, mesmo que tenham cometido alguns erros ou que tenham algo do que se arrepender, ainda têm todo o futuro pela frente. Não se tornem pessoas pobres de espírito que se desmoronam facilmente diante das dificuldades.


Muitos dos grandes personagens da história não tiveram nada de notável quando jovens. Por exemplo, Winston Churchill sempre era reprovado nos exames. Mahatma Gandhi foi um aluno comum, introvertido, tímido e de poucas palavras. Albert Einstein foi um aluno que se destacou somente em matemática. E Wilhelm Röentgen, que descobriu os raios X, foi expulso da escola politécnica acusado de ter provocado um acidente do qual não era culpado. O que esses grandes homens tiveram em comum? Foi o fato de nunca se darem por vencidos.


Não se deixem vencer

A pessoa que teve dificuldade em obter boas notas, que recebeu maus-tratos ou alguma traição, ou que sofreu alguma enfermidade ou dificuldade econômica, torna-se capaz de compreender o coração dos outros e a dor alheia.


Por essa razão, não se deixem vencer. Se agirem dessa forma, poderão converter em boa sorte qualquer sofrimento pelo qual tiverem de passar.


Vocês devem prezar sua própria vida. Serão infelizes se forem influenciados pelos preconceitos, pelas tendências passageiras, ou pelas contradições da sociedade. Por isso, não se esqueçam de viver de acordo com suas convicções.


O presidente Josei Toda costumava dizer: “O verdadeiro valor da vida se determina pelo grau de felicidade de uma pessoa em seus últimos anos de vida”.


Esta é a época do desafio

Por melhores que tenham sido seus anos de juventude, isso não assegurará a felicidade por toda a vida. E não importa quantos erros tenham cometido, pois vocês sempre terão uma segunda chance. Então, “sejam ambiciosos” e olhem sempre para o futuro. Se não se saíram bem no ensino fundamental 1, esmerem-se para consegui-lo no ensino fundamental 2, no ensino médio ou no superior. Se não se sentirem satisfeitos na universidade, poderão desafiar-se como membros ativos da sociedade. E se passarem por reveses ao longo do caminho, “sejam ambiciosos” mesmo aos 40, 50, 60 e 70 anos.


Além disso, do ponto de vista do Budismo Nichiren, se nesta existência não conseguirem seu objetivo, ainda haverá uma próxima existência e toda a eternidade para alcançá-lo. O budismo é a maior das aspirações.


Mesmo que acreditem serem inúteis e não servirem para nada, sei muito bem que não é assim. Não tenho a menor dúvida de que todos vocês têm uma missão. Mesmo que sejam menosprezados pelas pessoas, por favor, tenham certeza de que eu os respeito. Eu acredito em vocês. Sejam quais forem as circunstâncias que estão enfrentando no momento, tenho absoluta convicção de que um maravilhoso futuro espera por vocês.


Se tropeçarem e caírem, levantem-se. Se ficarem de pé, conseguirão avançar. Vocês são jovens. Esta é a época do desafio e da construção.


Continuar avançando

Suponhamos que estejam perdidos no meio da selva. Vocês querem encontrar o caminho para chegar ao oceano, mas não sabem por onde seguir. O que vocês fazem? A resposta é continuar avançando até encontrar um rio. Se seguirem a correnteza, com certeza chegarão ao oceano.


O importante é continuar avançando. Mesmo lutando contra vários problemas, é vital que recitem daimoku e avancem mesmo que seja apenas um ou dois centímetros. Se fizerem isso, quando olharem para trás, verão que atravessaram toda a selva.


Sua vida será enriquecida e aprofundada na mesma proporção das tristezas e dos sofrimentos por que passaram, do grau em que lutaram e da quantidade de daimoku que recitaram. As dificuldades que vocês encontram hoje servirão como fonte para seu crescimento como líderes do século 21.


Fonte: Brasil Seikyo, ed. 2.323, 14 maio 2016, p. B2
TAGS:JUVENTUDE

• comentários •

;