Mulheres que inspiram!
  • ENTREVISTA

Mulheres que inspiram!

A figura feminina é indispensável nas grandes transformações da humanidade

Solícita, a coordenadora da Divisão Feminina da BSGI, Sueli Ogawa, conversou com o SeikyoPost numa entrevista motivadora. Ela afirma acreditar no poder transformador que a mulher pode ter por meio da prática budista. Confira!


 

De que forma a figura feminina pode se destacar ainda mais na sociedade?

Guardo uma citação do livro 365 dias – Frases para mulheres que diz: "O mundo atual espera que o calor humano, a cordialidade, a criatividade e a sensibilidade das mulheres tenham maior reflexo na sociedade. No mundo em que se busca somente a eficiência de produtos e serviços, é indispensável a participação das mulheres para recuperar o senso de humanismo e criar uma sociedade de solidariedade mais humana”.

A figura da mulher tem ganhado cada vez mais força, tornando-se indispensável nas grandes transformações da humanidade. Por isso, não importando as circunstâncias em que vivam e o campo de atuação, cada uma pode construir a partir de si, uma sociedade igualitária e justa que tenha como princípio a valorização da vida, com uma elevada condição social, ilimitada vitalidade e esperança. Nós devemos ter essa consciência.


Para você, quais são as grandes qualidades da mulher da atualidade?

A mulher atual é possuidora de um forte coração que não é derrotado por nada. Além disso, com sua sensibilidade, sutileza, flexibilidade, tenacidade, benevolência, atenção e intuição é capaz de envolver e inspirar a todos ao seu redor com a luz da sabedoria.

O presidente Ikeda afirma: “A oração das mulheres e sua atuação arraigada na vida diária são a força motriz capaz de mudar as circunstâncias de uma época. A força das mulheres é como a força do solo. Quando o solo se move, tudo que existe sobre ele também se movimenta. Até mesmo a fortaleza do autoritarismo e a montanha que parecia inabalável ruirão. A força das mulheres é imensurável e não há nada que seja impossível para elas” (Nova Revolução Humana, cap. "Luzes do Alvorecer").


Qual é o papel da mulher no desenvolvimento da BSGI?

No grandioso movimento do Humanismo em Ação, pondo em ação as cinco diretrizes de atuação da Divisão Feminina de vitória absoluta, devemos comprovar a veracidade da prática budista cada qual no palco de sua missão, a começar pela família.

Neste cenário que estamos vivendo se encontra o exato momento de nós, mulheres Soka, propagarmos corajosamente esta filosofia budista da dignidade da vida e o humanismo do presidente Ikeda. Na Soka Gakkai, as mulheres desempenham um papel essencial, impulsionando a expansão da organização, da família, na criação de valores humanos, despertando o imensurável potencial inerente em si e nos outros. É isso que nos faz tornar radiantes.


Que direcionamento você daria para as integrantes da DF conquistarem uma vida grandiosa?

O presidente Ikeda denominou este como o “Século das Mulheres” ciente de sua importante atuação na realização de uma profunda mudança social. Ele afirma que: “Neste novo século, a sabedoria das mulheres realmente brilhará. É um século em que as mulheres atuarão num papel cada vez mais ativo. E aquelas organizações, companhias e nações em que as mulheres podem falar livremente sobre qualquer assunto e realizam seu verdadeiro potencial experimentarão o crescimento e a prosperidade”. (BS, ed. 1.685, 25 jan. 2003).

Acalentando o eterno juramento de que “Shitei funi é a minha vida”, avancemos juntas com o Mestre rumo a 2030, expandindo nosso círculo de amizade, falando para todas as pessoas com que nos encontramos sobre a alegria que experimentamos ao praticar o budismo. Vamos criar uma inesquecível e inspiradora história a partir dos nossos esforços!



TAGS:ENTREVISTA

• comentários •

;