Por trás das conquistas há sempre os esforços
  • JUVENTUDE

Por trás das conquistas há sempre os esforços

É preciso ter dedicação e coragem para vencer

Com base no discurso proferido na 3ª Reunião Nacional de Dirigentes da Divisão dos Jovens da Soka Gakkai realizada no Auditório Soka da Amizade Internacional, em Sendagaya, Tóquio, no dia 13 de abril de 2002. Nessa ocasião, o presidente Ikeda recebeu da Biblioteca de Coleções Especiais da Universidade Estadual do Oregon (OSU, sigla em inglês) a Medalha de Distinção por Serviços Prestados. Estiveram presentes na reunião o ex-diretor do Instituto de Ciência e Medicina Linus Pauling, Dr. Linus Pauling Jr., e representantes da OSU, entre eles, a vice-presidente para o Progresso da Universidade, Orcilia Zúñiga Forbes; a bibliotecária da universidade e vice-diretora representante para Serviços de Informação, Karyle S. Butcher; e o chefe da Divisão de Coleções Especiais da Biblioteca Valley da OSU, Clifford Mead.


Vençam pela manhã!

O presidente Toda [segundo presidente da Soka Gakkai] disse: “Os jovens que dormem demais e chegam atrasados ao trabalho pela manhã não serão bem-sucedidos. A manhã é crucial; ela decide a vitória ou a derrota. Encham-se de vigorosa energia em meio à brisa refrescante da manhã. Nisso se encontra a chave para um grande crescimento.”


Os jovens que são lentos pela manhã não terão sucesso na vida. O sucesso ou a derrota de um grupo ou organização também é decidido pelo tipo de começo que é feito pela manhã. Esta é uma lei universal.


Um “mundo de segurança”

O presidente Toda chamava a Soka Gakkai de um “mundo de segurança”. A função da organização é nos apoiar e proteger de muitas formas diferentes. Ela nos conduz para a direção correta. Os senhores podem achar ser mais fácil praticar sozinhos, mas uma prática solitária corre o risco de se tornar arbitrária e egoísta.


O Sr. Toda disse ainda: “Ensinem seus filhos a terem fé no Budismo de Daishonin e coloquem-nos no jardim da Soka Gakkai. As crianças são facilmente influenciadas pelo ambiente. Além do mais, em seu desejo de liberdade, elas podem algumas vezes serem arrastadas por companhias indesejadas. E é especialmente importante que as mães, com seu abundante amor e afeição, levem seus filhos para o ‘mundo de segurança’ da Soka Gakkai.”


Não há na vida nada mais precioso, correto e importante que a fé. Exatamente por essa razão, por favor, não se esqueçam de que, acima de tudo, é um ato do mais profundo amor e afeição paternais incentivar seus filhos a viverem no “jardim da Soka Gakkai”.


A arrogância é a maior inimiga

Na peça Macbeth, Shakespeare proclama que a arrogância é a maior inimiga da humanidade. Quase todas as pessoas que abandonaram a prática da fé e traíram a Soka Gakkai até agora foram dominadas pela arrogância. Muitos sofreram posteriormente a vergonha pública e acabaram vivendo uma vida derrotada.


Devemos bradar em prol da verdade e da justiça e nos opor às pessoas que procuram destruir o solene mundo da fé. “A voz executa o trabalho do Buda”. Não dizer nada quando for a ocasião exata ou quando estiver na posição de dizer alguma coisa, e ao contrário permanecer inativo esperando que alguém faça algo, é uma atitude covarde como ser humano. Não falar desqualifica a pessoa como líder budista.


Nos campos de batalha do kosen-rufu, nossa voz é nosso “canhão”. Por favor, vivam bradando bem alto pela justiça, com convicção e de uma maneira que lhes seja autêntica.


A virtude inconspícua

O filósofo chinês Hsün Tzu (Xunzi; c. 300-230 b.C) declarou: “Se não houver nenhum esforço desinteressado e determinado, não haverá nenhuma conquista brilhante.”¹


Por trás das grandes conquistas há sempre os esforços mundanos e despercebidos. Daishonin escreveu: “Onde houver a virtude oculta, haverá a recompensa visível”. Esses esforços nos bastidores levaram à construção da organização global que somos hoje.


Graças ao árduo trabalho de nossos membros em todos os lugares, nosso movimento mundial em prol do kosen-rufu expandiu-se ainda mais e a Soka Gakkai alcançou um crescimento sem precedentes. Agradeço do fundo do coração por seus enormes esforços.


Estou sempre orando para que os senhores e seus familiares desfrutem de boa saúde e de abundante boa sorte.


Por favor, vençam em todos os seus empreendimentos, tornem sua família um “manancial da fé” e criem uma brilhante correnteza de grandiosa boa sorte que se estenda a seus filhos e às gerações vindouras e que percorra as três existências do passado, presente e futuro.


Fonte: 
Brasil Seikyo, ed. 1.668, 21 set. 2002, p. A3
TAGS:JUVENTUDE

• comentários •

;