Todos podemos contribuir para os ODS
  • JUVENTUDE

Todos podemos contribuir para os ODS

Os objetivos são considerados pelas Nações Unidas fundamentais

Há 10 anos me dedico no estudo e aplicação da Proposta de Paz de Daisaku Ikeda e compreendi com o tempo que poderia contribuir para a efetivação da Proposta com ações diárias.


Foi com a Proposta de Paz que descobri meus maiores sonhos acadêmicos e profissionais. Assim, com a gratidão de contar com minha família, me dediquei para conhecer diversas realidades e contribuir para uma mudança. E nessa trajetória, hoje estou Mestranda em Resolução de Conflitos, Paz e Desenvolvimento na Universidade para Paz, a Universidade da Organização das Nações Unidas (ONU).


A Universidade da ONU foi uma iniciativa estabelecida em Assembleia da ONU. A sede principal fica na Costa Rica, um país que não possui mais exército, transformou suas bases militares em escolas, possui bons níveis de segurança e uma natureza incrível.


A Universidade possui diversos cursos, todos com base na construção da paz. Os cursos são ministrados em inglês e/ou espanhol e temos a oportunidade de desenvolver atividades diretamente com populações vulneráveis, visitas de campo, palestra com representantes da ONU e outros.


E, estar mestranda aqui me proporcionou um ambiente multicultural. Aprendo sobre diferentes países ouvindo a vivência dos alunos. E, como incentiva Daisaku Ikeda, criando laços de amizades que fortaleçam a luta por um mundo melhor e criem pontes para que jamais aceitemos que o país do nosso amigo(a) sofra com conflitos.


Na Universidade está situada a Sede da Carta da Terra, uma das parceiras da SGI na aplicação dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).


Os ODSs são 17 objetivos considerados pela ONU fundamentais que, concretizados até 2030, garantem a dignidade da vida para o maior número de pessoas.


Quando entrei no mestrado iniciei um projeto sobre os ODSs que consistia em dialogar sobre os objetivos em escolas e tornar os jovens os protagonistas rumo a concretização do ODSs.


Assim, foi, incentivada por Daisaku Ikeda e motivada em tornar a Proposta de Paz e os ODSs uma realidade, que pude desenvolver e participar de projetos, como, de combate a mutilação genital feminina na Tanzânia e evitar que mais de 2 mil meninas sofressem com a violação.


Hoje, atuo com migração, focando a igualdade de gênero, porém, aprendi que todos podemos contribuir para os ODSs, não somente nos estudos e trabalho, mas com ações no dia a dia.


Assim, agradeço por compartilharem do seu tempo comigo e deixo algumas sugestões para contribuirmos com os ODSs:

  • Combater violências verbais (inclusive “piadas”), psicológicas e físicas.
  • Reduzir o uso de canudos. Se preferir, pode comprar canudos de vidro ou aço.
  • Reduza a utilização de plástico. Como copos descartáveis e sacolas.
  • Compre roupas de forma sustentável. Procure saber se a marca não utiliza trabalho escravo em sua produção.
  • Prefira uma alimentação com base na segurança alimentar. Consuma de produtores locais e com agrotóxicos reduzidos.
  • Não financie estabelecimentos que exploram animais para entretenimento.
  • Aplique a Dignidade da Vida. Ela pode parecer utópica, mas podemos torná-la real se fizermos de fato um exercício diário e respeitarmos todas as pessoas independente do seu país de origem, raça/cor, orientação sexual, gênero.
TAGS:JUVENTUDE

Nota:

Indyamara Massaro Machado é internacionalista à frente do I’M - Integra Mundo – projeto que tem como objetivo prestar consultoria nas empresas e nas escolas, disseminando a cultura de paz e a dignidade da vida. Faz parte da BSGI desde que nasceu.

• comentários •

;