Viver de forma autêntica por meio do estudo
  • JUVENTUDE

Viver de forma autêntica por meio do estudo

No livro Juventude: Sonhos e Esperanças, o presidente da SGI, Dr. Daisaku Ikeda, responde dúvidas de adolescentes. No texto abaixo, extraído e adaptado do volume 1 (p. 19-21), sensei aborda a importância do estudo para cultivar o verdadeiro valor como ser humano

O ideal é, naturalmente, frequentar uma univer­sidade. Em muitos casos, ela proporciona um ambiente mais oportuno para aprimorar suas habilidades e pode também ca­pacitá-los para prestar sua contribuição a um número maior de pessoas na sociedade. Contudo, vocês são livres para escolher seu caminho. Se sentem que a estrada que devem seguir para cumprir sua missão está em algum outro lugar além da sala de aula de uma universidade, então, está perfeitamente bem. O importante é não causar preocupações aos pais. Espero que acalentem um sonho do que gostariam de fazer — algo que seja bom para si mesmos — e se desafiem para atingi-lo.

O propósito do estudo não é somente para ir a uma universidade. O estudo contribui para o nosso crescimento e autoaprimoramento. Há um ditado que diz: “Não estudar é ser pobre de espírito”. O que faz com que os seres humanos sejam humanos é a arte de estudar e aprender.

Estamos vivendo numa avançada era da informação. Se não continuarem a estudar durante toda a vida, logo serão deixados para trás. Desenvolver uma ética de estudo ao longo da vida é um requisito importante para os líderes do futuro. Os impasses que a sociedade encontra hoje, na verdade, são reflexo do impasse de seus líderes. E a razão disso é geralmente porque eles não estudam. Eles carecem de disposição e de tolerância para ouvir as ideias e as opiniões das gerações jovens, incorporá-las e colocar em prática aquelas que têm valor.

Agora, na adolescência, é a época de desenvolver a paixão e o entusiasmo pelo aprendizado que perdurará por toda a vida. Considerem esta época como um treinamento para o cérebro a fim de desenvolverem esta base.

Eis por que afirmo veementemente: “Não se comparem aos outros. Sejam autênticos e continuem a aprender com todas as suas forças. Mesmo que sejam ridicularizados ou sintam-se ultrajados, continuem avançando e não sejam derrotados”. Se tiverem esta forte determinação no coração, já estarão a meio caminho da vitória.

Quando sustentam suas crenças e vivem de forma autêntica, seu verdadeiro valor como ser humano brilha. O budismo ensina o conceito de “perceber o potencial inerente”; em outras palavras, significa manifestar sua verdadeira identidade, seu ser inato, para revelá-lo e fazê-lo brilhar, iluminando tudo ao redor. Isso se refere a sua mais refinada criatividade e individualidade.

(...)

O importante é ser paciente e ter profunda determinação de alcançar algo significativo no futuro. A juventude não é uma época para impaciência. Sua verdadeira essência como ser humano será colocada à prova daqui a dez, vinte ou trinta anos. O que importa é o tipo de pessoa que será e se cumprirá ou não sua missão nesta época. Cada um possui uma missão exclusiva a desempenhar. Se não tivessem uma missão, não teriam vindo neste mundo. 

TAGS:JUVENTUDE

• comentários •

;