Contagie as pessoas ao seu redor com coragem
  • CONHEÇA O BUDISMO

Contagie as pessoas ao seu redor com coragem

A iluminação se manifesta ao se enfrentar e vencer grandes desafios

Mesmo sabendo que não existe vida sem adversidades, há momentos em que desejamos não ter que enfrentá-las. Principalmente quando todas elas resolvem se manifestar ao mesmo tempo. Saúde, dificuldade financeira, harmonia, trabalho, tudo junto e misturado.

Ser feliz não é viver livre de preocupações, dificuldades e sofrimentos. Se tal vida existisse, com certeza seria monótona. Se tudo corresse “às mil maravilhas”, isso seria a própria ilusão, ou seja, uma mentira, pois os obstáculos fazem parte da nossa existência.

Uma vida sem dificuldades é o mesmo que viver sem felicidade. Esta é a perspectiva budista. A iluminação se manifesta ao se enfrentar e vencer grandes desafios. Se não fossem as dificuldades, não daríamos valor às nossas conquistas e vitórias. É a partir da luta para superá-las que conseguimos realizar a nossa revolução humana. E para isso é preciso de coragem, muita coragem!


 Dê o primeiro passo e ultrapasse as dificuldades com coragem


Em qualquer circunstância, a coragem é o primeiro passo. A partir dela, manifestamos a sabedoria e a benevolência necessárias. Sendo assim, a coragem é o motor que impulsiona a vida. É partir dela que adquirimos força para avançar e viver pela verdade e pela justiça.

Sobre isso o líder da SGI, Daisaku Ikeda, ressalta: “Agora, mais do que nunca, a coragem é o que mais se busca no caráter das pessoas. Entretanto, a coragem não se cultiva em algum lugar especial ou por meio de oportunidades incomuns. O importante é desenvolver a coragem intimamente relacionada à nossa vida diária. Por exemplo, a coragem de não desistir, a coragem de não ficar perdido diante das dificuldades, a coragem de agir, a coragem de acreditar nas pessoas”.


 Para concretizar um grandioso sonho, é preciso ter coragem


“Por mais maravilhosos que sejam seus sonhos, por mais nobres que sejam seus ideais ou por mais elevadas que sejam suas esperanças, se não tiverem coragem, não haverá como concretizarem tudo isso. Vocês podem até ter as ideias mais extraordinárias e os projetos mais incríveis do mundo, ou se sentirem cheios de benevolência pelos outros, mas tudo isso será o mesmo que nada, a menos que tenham coragem para agir. Sem ação, seus projetos jamais existirão” diz Daisaku Ikeda. A concretização de sonhos e objetivos depende da ação. Para agir, é preciso coragem.


 Mas, afinal, o que é coragem?


Coragem não é enfrentar situações perigosas, tais como se envolver em uma briga impulsivamente. Não é agir como os heróis brucutus do cinema. Essas ações apenas impressionam e, na verdade, são exemplos de brutalidade e ostentação pessoal que não acrescentam nada de bom para os outros. Não é a força bruta de valentões, ostentação pessoal, extravagâncias inconsequentes e dependência de superpoderes, qualidades e condições especiais.

Coragem é a força para viver corretamente, ou seja, consiste em viver pela verdade e pela justiça. A verdade é o direito de cada indivíduo a uma vida feliz. Justiça é viver por essa verdade. Em outras palavras, é ter coragem para ser feliz e encorajar os outros a serem felizes também.


 Fé é coragem


Nichiren Daishonin nos ensina que recitar o Nam-myoho-renge-kyo e propagar o budismo é a ação ideal que desperta coragem, sabedoria e benevolência para vencer os desafios com alegria e esperança. A transformação da sua vida começa com a recitação do Nam-myoho-renge-kyo.

O presidente Ikeda diz: Daimoku é a faísca que dá partida ao motor da coragem. Recitar daimoku é também um ato de coragem”. Para ser feliz, é preciso ser destemido. É enfrentar as circunstâncias com coragem e daimoku. Agir dessa forma ativa a Lei Mística que flui em sua vida.

Para aqueles que recitam daimoku com coragem, nem o destino, nem o ambiente e nem as dificuldades são impedimentos. O daimoku recitado com coragem tem o poder de transformar a adversidade em crescimento, de converter o carma em missão e o sofrimento numa fonte de criatividade.

Dos mais simples desafios aos mais complexos, das questões pessoais às sociais, a solução sempre é o ser humano. Se você quer fazer a diferença na sociedade, torne-se, por meio da prática budista, uma pessoa destemida e feliz, não importando o que aconteça e contagie as pessoas ao seu redor com coragem.


Fontes:

Terceira Civilização, ed. 551, 26 jul. 2014, p. 10 e 16

Brasil Seikyo, ed. 1.875, 13 jan. 2007, p. A5

Brasil Seikyo, ed. 1.474, 29 ago. 1998, p. 1

Brasil Seikyo, ed. 1.524, 18 set. 1999, p. A3
TAGS:CONHEÇA O BUDISMO

• comentários •

;