A amizade é o nosso maior tesouro
  • ARTIGOS

A amizade é o nosso maior tesouro

Respondendo às perguntas de alunos do ensino médio, num discurso o presidente Ikeda fala sobre amizade e relacionamento.

Este texto é adaptado de Diálogo Sobre a Juventude, publicado em japonês em março de 1999. 

A amizade é o bem mais belo, forte e precioso da vida. É nosso maior tesouro. Por mais bem-sucedida ou rica que seja a pessoa, sem amigos a vida dela é triste e solitária. A falta de amigos também pode levar a uma existência restrita e egocêntrica.

De todo modo, a amizade depende de vocês, não de outra pessoa. Tudo parte de vocês. Espero que sejam amigos leais e verdadeiros, não aqueles de épocas favoráveis, que estão presentes quando tudo vai bem, e somem quando algo ruim acontece.


Pergunta: Que conselho daria a alguém que sente que uma amiga começou repentinamente a tratá-la com frieza, mas não sabe o motivo?

Creio que o melhor a se fazer nessas ocasiões é reunir coragem e perguntarem o que está errado. Em muitos casos, é provável que se surpreendam ao constatar que aquilo que imaginou não era, de modo algum, a intenção de sua amiga.

As relações humanas são como um espelho; muitas vezes quando pensam “Se minha amiga fosse um pouco mais amável comigo, eu me abriria mais com ela”; e a amiga pode estar refletindo que “Se ela se abrisse mais comigo, eu seria mais amável com ela”. Por isso, é importante que sejam vocês a iniciar a conversa. Se mesmo assim obtiverem uma resposta fria, saibam então que o problema está com sua amiga, não com vocês. Às vezes, não há nada que possamos fazer em relação ao sentimento dos outros. O coração das pessoas muda. Como agir quando isso acontecer? Adote a seguinte postura: “Embora os outros mudem, jamais farei isso”.


Sejam como o sol

Shakyamuni é descrito como uma pessoa que sempre se empenhava para se aproximar dos outros e dialogar com eles — uma ação que somente quem é forte consegue praticar.

Pode haver ocasiões na vida em que os outros os deixem tristes ou os decepcionem. Se um amigo os trair, basta cultivarem novas amizades. Não percam a confiança em todos só porque alguém os magoou. Na realidade, aqueles que experimentaram um sofrimento mais profundo conseguem ser mais generosos em relação aos outros.

Sejam como o sol. Nem todos os raios de sol incidem sobre planetas que refletirão sua luminosidade. A luz do sol também se propaga pelo espaço vazio, aparentemente se desperdiçando. No entanto, o sol continua a brilhar intensamente.


Sigam em frente!

Sigam a estrada de suas convicções, independentemente do que as pessoas pensem ou façam. Se permanecerem constantes e fiéis a si mesmos, um dia os outros infalivelmente compreenderão suas sinceras intenções.

Sei de muitas pessoas que sofriam bullying, mas, ao enfrentarem a situação por meio de fervorosa recitação do Nam-myoho-renge-kyo, notaram, um belo dia, que o bullying havia cessado repentinamente. Recitar Nam-myoho-renge-kyo quando estiverem sofrendo, ultrapassarão a situação com naturalidade, quase sem perceber. Muitas vezes só se darão conta disso quando olharem para trás.


Orem pela felicidade das outras pessoas

Vocês podem ter algum amigo que esteja doente, um que não possa comparecer às aulas ou um que esteja se empenhando para superar problemas em casa. Não importando o caso, o melhor a se fazer é recitar daimoku por eles. Suas orações, assim como as ondas do rádio, apesar de invisíveis, infalivelmente chegarão até eles.

Também é importante recitarem por aqueles com quem acham difícil se darem bem. A princípio, isso pode ser difícil, mas se continuarem tentando e orarem por eles, a situação se modificará.

Espero que sejam sempre tolerantes e solidárias em relação aos outros. Tornem-se pessoas com um coração tão amplo quanto um imenso rio, tão extenso como o oceano, tão vasto como o céu. Amizades maravilhosas se desenvolvem a partir dessa grandeza de coração.



Fonte: BS, ed. 2.333, 23 jul. 2016

TAGS:ARTIGOS

• comentários •

;