A coragem é o que faz as pessoas serem humanas
  • ARTIGOS

A coragem é o que faz as pessoas serem humanas

Se não há coragem, não há justiça, tampouco vitória

Trecho do Capítulo “Novo Frescor” da Nova Revolução Humana


A vitalidade para o avanço nasce da esperança.


O arco-íris da esperança se expande em corações que transbordam alegria.


Shin’ichi Yamamoto publicou um artigo intitulado “O Sino do Alvorecer da Esperança” no Seikyo Shimbun de Ano-Novo (1979), cujo tema havia sido definido como “Ano da Criação de Valor”.


Num trecho, ele afirma que “Consta nos escritos do Buda: ‘O Nam-myoho-renge-kyo é a maior das alegrias’. Consta também: ‘Essa alegria é partilhada da mesma forma pelos mundos do bem e do mal’. E ainda: ‘Dança de alegria (quando percebe que os elementos do corpo e da mente são a Lei Mística)’. Em outras palavras, a eficácia do budismo é tão grande que transforma até mesmo angústia e tristeza em esperança. Sofrimento e alegria são unos; assim, a pessoa que faz surgir esperança e alegria quando está imersa no sofrimento e na dificuldade possui uma existência vitoriosa”.


Esse ano, 1979, representava finalmente a conclusão dos Sete Sinos. A Gakkai, desde a sua fundação em 1930, veio avançando em períodos de sete anos. Passados 49 anos, havia chegado a época em que o badalar encerraria o sétimo sino, e iniciaria a tão esperada nova partida.


Shin’ichi clamou por um puro e renovado início de ano impulsionado pela força da vigorosa prática da fé, fincando no peito esperança e alegria ilimitadas para iniciar o ano com um grande e inabalável avanço.


Ele participou do Gongyo de Ano-Novo na Sede Central da Gakkai em Shinanomachi, Tóquio.


Com o sentimento de fazer do ano que concluía o ciclo dos Sete Sinos um grandioso ponto de partida para o kosen-rufu, ele bradou energicamente:


— Passar por inúmeras e inexplicáveis dificuldades na longa jornada do kosen-rufu é algo que está esclarecido no Gosho. No entanto, nós realizamos a prática da fé. Fé é coragem. Meu desejo é que jamais esqueçam que a concretização de qualquer grande empreendimento começa a partir de um único ponto: coragem. Na coragem está a verdadeira fé, a ilimitada esperança, o crescimento, e ainda o avanço capaz de mudar a época rumo a uma nova era.


A coragem é o que faz as pessoas serem humanas. Se não há coragem, não há justiça, tampouco vitória.




Fonte:


Brasil Seikyo, ed. 2328, 18 jun. 2016 - Orientação Recente


TAGS:ARTIGOS

• comentários •

;