Dialogar significa expandir a esperança
  • ARTIGOS

Dialogar significa expandir a esperança

A fórmula da vitória na SGI é ir ao encontro das pessoas

Prezem os membros

Que não conseguem

Participar das atividades!

Todos são “pessoas

Portadoras de missão”.

Incentivem cada pessoa

Com forte perseverança

Embasados numa

Profunda oração!


 ***


O professor Josei Toda bradou:

— O papel da religião é salvar a humanidade e a sociedade. Que outra razão existiria?


O verdadeiro praticante de uma religião deve agir em prol da felicidade da humanidade e prosperidade da sociedade. É desnecessário se sentir envergonhado em praticar o bem.


Durante a Segunda Guerra Mundial, o professor Makiguchi dialogou abertamente sobre justiça nas atividades, mesmo na presença de polícia secreta especial. Quando criança, minha esposa conduziu o professor Makiguchi a uma reunião na sua residência levando-o pelas mãos.


Em outras ocasiões, ele viajou até a região de Kyushu, que fica a mais de mil quilômetros da sua casa, para se encontrar com uma única pessoa.


Somente por meio do diálogo de vida a vida é possível mudar o coração das pessoas.


Na a Campanha de Osaka, visitei pessoa por pessoa entrando em ruelas e vielas. Com toda a sinceridade, incentivei cada um dos nossos companheiros, pois essa ação é a essência da Soka Gakkai.


Consta nos Escritos de Nichiren Daishonin: “Diz um provérbio popular que ‘um é mãe de dez mil’”. (CEND, v. I, p. 135).


A verdade deve ser transmitida de coração a coração; expandimos a esperança proporcionalmente a quantidade de diálogo que realizamos. Consequentemente, aumentamos as pessoas que se relacionam com o budismo e, como resultado, recebemos muitos benefícios.


A dificuldade aprimora a vida do ser humano e os exercícios fatigantes em prol do kosen-rufu enaltecem sua vida.


Nos escritos do Buda consta: “Um javali arranhando uma montanha dourada” (END, v. I, p. 169). Essa frase fala de um javali que, com inveja da montanha dourada, arranha-a; mas quanto mais a arranha, mais brilhante fica a montanha. Esse exemplo nos ensina que o devoto do Sutra do Lótus conquista vitórias quanto mais dificuldades superar.


“Está tudo errado!”, “É impossível vencer...” — o momento de impasse é a oportunidade de aprofundar a prática da fé. As pessoas e as tarefas que causam incômodo são a razão para se fortalecer.


O professor Josei Toda conversava serenamente à medida que as dificuldades aumentavam:


— Ao se sentir num beco sem saída, manifeste o intenso poder da fé e da prática e supere destemidamente a situação adversa. Esse é o nosso momento de “abandonar o transitório e revelar o verdadeiro” (hosshaku kempon, em jap.).


Tudo o que acontece na nossa vida é oportunidade para treinarmos o nosso coração e evidenciarmos o estado de buda. Vamos, incentivando um ao outro, dialogar corajosamente manifestando o coração de rei leão rumo à vitória total.




Fonte:


Brasil Seikyo, ed. 2327, 11 jun. 2016 - Em Dia


TAGS:ARTIGOS

• comentários •

;