Não tenham medo!
  • ARTIGOS

Não tenham medo!

Quanto mais difícil a situação, mais árduo são os esforços

As divindades celestiais — as funções positivas do universo — certamente protegerão aqueles que suportam grandes perseguições enquanto propagam a Lei. Essa é uma regra imutável do budismo.


Não há nada a temer, nem nenhuma necessidade de vacilar. Não importando o quanto sua situação atual seja difícil, não há absolutamente nenhuma razão para lamentar. As divindades celestiais nunca irão menosprezar vocês, que são discípulos de Daishonin e que, armados de sinceridade e seriedade, estão inspirando as outras pessoas e propagando o kosen-rufu.


Portanto, é vital não sermos pessoas sem um objetivo nem agirmos com uma atitude indiferente. Devemos estar transbordantes com o espírito de shakubuku. Quando arde em nós a apaixonada determinação que é forte o bastante para movimentar todas as divindades celestiais do universo inteiro, conseguimos transformar cada situação em vantagem.


Gostaria agora de compartilhar com vocês algumas orientações do segundo presidente da Soka Gakkai, Josei Toda. Certa vez, numa sessão de perguntas e respostas, alguém lhe perguntou por que alguns pacientes cujos médicos haviam perdido a esperança de encontrar a cura conseguiam se recuperar por meio da fé. O Sr. Toda respondeu:

“A razão pela qual esses pacientes conseguem se recuperar tem a ver com o foco da religião. A economia preocupa-se com a economia, a matemática está preocupada com o números e a medicina preocupa-se em encontrar a cura. E a verdadeira religião, como filosofia que se preocupa com a vida, consegue aliviar até mesmo os sofrimentos causados pela doença.”


E ele então disse: “A religião cura erradicando as funções malignas que dominam a vida da pessoa. Se a religião não conseguir isso, não merece ser chamada de religião.”


Por “funções malignas”, o Sr. Toda quer dizer as forças que atormentam nossa mente, que nos impedem de fazer o que é bom e certo e que obstruem nossa prática budista.


A prova real da fé

A fé no Budismo de Nichiren Daishonin tem o poder de curar aquelas pessoas que foram contaminadas pelos três venenos da ira, avareza e estupidez — as mais profundas e fundamentais aflições na vida, as quais não podem ser remediadas pela ciência médica.


O Sr. Toda dizia também que embora aparentássemos ser um “pobre bodisatva” ou um “bodisatva doente”, esses são simplesmente aspectos do papel que desempenhamos no drama da vida, quando somos de fato genuínos bodisatvas da terra. Como a vida é um grande drama, acrescentou ele, devemos apreciar nosso papel com toda sinceridade de demonstrar a grandiosidade da Lei Mística.


A vida no mundo real parece ser uma série de problemas e becos sem saída. Há sofrimento, tristeza e algumas vezes também doença, mas não há nenhuma razão para ficarmos pessimistas. Todas essas dificuldades são como “fantasias” que vestimos para demonstrar a prova real da grandiosidade da fé e são também oportunidades para transformarmos a adversidade em felicidade. Esse é o ensino supremo do budismo.


Quanto mais difícil for a situação, mais arduamente devemos lutar!


Fonte:
Brasil Seikyo, ed. 1.829, 28 jan. 2006, p. A3
TAGS:ARTIGOS

• comentários •

;