Uma alegria indescritível
  • ARTIGOS

Uma alegria indescritível

Praticar o budismo é revelar o estado de vida mais elevado

Com base no discurso do líder da SGI, Daisaku Ikeda, proferido na Convenção de Tóquio realizada em Tóquio, Japão em 24 de agosto de 1989.


Tsunesaburo Makiguchi [fundador da Soka Gakkai] começou a praticar o Budismo Nichiren aos 57 anos, em 1928, ano em que nasci. Ele não era de modo algum um homem jovem. Em relação à expectativa média de vida na época, seria considerado idoso. Ele iniciou a prática do Budismo Nichiren no capítulo final de sua existência, e mesmo assim registrou feitos imortais na história do kosen-rufu.


Nos derradeiros anos de sua vida, engajou-se numa luta incessante contra as autoridades militaristas do Japão e morreu nobremente na prisão em defesa de suas crenças.


Descrevendo como se sentiu ao se lançar ao caminho da prática budista, Makiguchi escreveu:

Ao tomar essa grande decisão e finalmente me empenhar na prática do Budismo Nichiren, passei a compreender plenamente e a reconhecer em minha vida cotidiana a importância das palavras de Daishonin: “Quando o céu está límpido, a terra se ilumina. De maneira semelhante, quando uma pessoa conhece o Sutra do Lótus, ela compreende o significado de todas as questões seculares”. Com uma alegria indescritível, mudei completamente o modo como vivi por quase sessenta anos.


Makiguchi emprega a expressão “uma alegria indescritível”. Ao adotar o modo de vida fundamental do Budismo Nichiren, transformou completamente a maneira como vivera até então, e percebeu-se capaz de empreender ações na sociedade com total liberdade e energia. Suas palavras nos transmitem a intensidade do entusiasmo dele em afirmar que nada poderia se comparar à alegria dessa experiência.


Não se trata de nada além do benefício de se praticar o Budismo Nichiren, e é importante que continuemos a viver com tal alegria dia após dia, assim como um rio mantém seu fluxo incessantemente. E é por meio da fé profunda e sólida que conseguimos elevar e expandir a alegria em nosso coração. Por essa razão, Makiguchi ensinou que não devemos permitir que algo destrua nossa alegria, nem permitir que alguém destrua nossa fé e prática budistas, a fonte de nosso alegre espírito e modo de vida.

Makiguchi  prosseguiu: “A ansiedade decorrente de buscar no escuro respostas para a vida dissiparam completamente [assim que comecei a praticar o Budismo Nichiren], e minha reserva e timidez inatas desapareceram. Meus objetivos na vida se tornaram cada vez mais sublimes e elevados, e meus medos foram diminuindo gradualmente”.

Já que é para viver, viva com convicção e coragem, dedicando-se a um propósito grandioso! — esse era o espírito do fundador da Soka Gakkai, Tsunesaburo Makiguchi.


Fonte: 
Brasil Seikyo, ed. 2.393, 28 out. 2017, p. B2
TAGS:ARTIGOS

• comentários •

;